[1]
F. B. Gil, “Piadas de bêbado sem-vergonha: quebrando e reforçando o estereótipo”, Paralelo 31, vol. 2, nº 17, p. 170, mar. 2022.