IMPACTOS DO TURISMO NAS DIMENSÕES DO BEM-ESTAR: UM ESTUDO SOB O OLHAR AUTÓCTONE NA ILHA AFRICANA DE SÃO TOMÉ/IMPACTS OF TOURISM ON THE DIMENSIONS OF WELL-BEING: A STUDY UNDER THE NATIVE LOOK IN THE AFRICAN ISLAND OF SAO TOME

Lesleysa Silva de Deus Afonso, Cláudia Buhamra, Hugo Osvaldo Acosta Reinado, Cristiane Buhamra Abreu, Tereza Cristina Batista de Lima

Resumo


O turismo apresenta importância crescente, entretanto, seus impactos nem sempre são positivos. O objetivo do presente estudo de caso é identificar como a população residente de uma localidade percebe o impacto do turismo sobre sua qualidade de vida. Como indicadores da qualidade de vida, foram utilizadas cinco dimensões de bem-estar, de Cummins (1997), agrupadas com base nos impactos do triple bottom line, de Elkington (1997): impacto econômico (bem-estar material); impacto social (bem-estar na segurança e na comunidade) e impacto ambiental (bem-estar na saúde e emocional). Foi realizada uma pesquisa exploratória, quantitativa, com aplicação de questionário a uma amostra de 151 residentes da ilha africana de São Tomé, cujo turismo é importante fator de desenvolvimento econômico. Os resultados mostram que o impacto das atividades turísticas na ilha sobre o bem-estar material e o bem-estar comunitário da população é percebido de forma positiva. O impacto sobre o bem-estar emocional e o bem-estar da saúde é percebido tanto positivo como negativo. Já o impacto sobre o bem-estar da segurança mostrou-se mais negativo. Esses resultados podem contribuir para a gestão pública e privada das atividades turísticas, visando minimizar riscos e maximizar os benefícios a todos os stakeholders.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15210/reat.v14i1.15894