ESCULTURAS EM BRONZE DA PRAÇA CORONEL PEDRO OSÓRIO, PELOTAS, RS: UM DIAGNÓSTICO DO ESTADO DE CONSERVAÇÃO

Flávia Silva Faro, Margarete R. Freitas Gonçalves

Resumo


O presente artigo aborda questões diretamente ligadas ao estado de conservação do patrimônio histórico e artístico que faz parte da cultura e da memória da cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Trata-se de uma parte da dissertação que estuda o estado de conservação das sete esculturas em bronze que além de serem trabalhos realizados por renomados artistas, elencam um conjunto de obras inseridas na Praça Coronel Pedro Osório, um dos locais mais relevantes do Centro Histórico da cidade. Neste contexto, as obras encontram-se em um estado de degradação que envolvem questões de ordem de envelhecimento natural e ações que não se justificam, como o vandalismo, fatores que influenciam na estética de cada uma, na apreciação in loco pelos transeuntes e degradação do patrimônio público.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/sha.v0i6.11554