EFEITO DOS NÍVEIS DE ÓLEO E PROTEÍNA DA DIETA SOBRE A QUALIDADE INTERNA DE OVOS, EM DIFERENTES CONDIÇÕES E TEMPO DE ARMAZENAMENTO

Irineu BRUGALLI, Fernando Rutz, Elio Zonta, Victor Roll

Abstract


Foram utilizadas 384 poedeiras semi-pesadas da linhagem Isa-Brown, de 43 a 55 semanas de idade, em delineamento experimental inteiramente casualizado, num esquema fatorial 3 x 2 (níveis de óleo x níveis de proteína), com oito repetições e oito aves por unidade experimental, com o objetivo de estudar o efeito combinado de três níveis (0; 2 e 4%) de óleo com dois níveis (16,0% e 14,1%) de proteína na dieta suplementados com metionina sintética, sobre a qualidade interna de ovos armazenados até oito dias, sob condições de temperatura ambiente (22,8 a 27,5oC) e geladeira (5oC). A qualidade interna dos ovos, avaliada através de Unidades Haugh (UH), foi realizada nos dias 0; 1; 2; 4; 6 e 8 pós-oviposição. Os ovos armazenados, tanto em condições de ambiente como em geladeira, apresentaram redução nos valores de Unidades Haugh, em função do tempo de armazenamento. A partir do segundo dia, ovos armazenados em temperatura ambiente apresentaram valores menores de UH do que aqueles mantidos em geladeira. O aumento nos níveis dietéticos de óleo propiciou redução linear dos valores de UH, entretanto, não foram afetados pelos diferentes níveis protéicos da dieta.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18539/cast.v4i3.221