“El Rebelde en la clandestinidad”: A resistência mirista para além das armas

Renata dos Santos de Mattos

Resumo


O presente artigo tem por finalidade refletir sobre a atuação clandestina do Movimiento de Izquierda Revolucionaria (MIR) no Chile ditatorial, especificamente, na publicação do periódico El Rebelde. Embora a difusão do jornal já ocorresse anteriormente ao golpe de Estado de 1973, foi apenas com a instauração da ditadura militar no país, com a perseguição do aparato repressivo aos grupos de esquerda e com o assassinato de diversos membros, que o elemento da clandestinidade passou a fazer parte da estratégia de resistência do MIR. Dessa forma, para além das armas, o MIR manteve as publicações ativas, convocando as massas para a luta e difundindo os ideais do movimento, tornando o jornal hoje uma fonte histórica relevante sobre a oposição política em tempos de autoritarismo.

Palavras-chave: MIR; Chile; Resistência; Ditadura.

Abstract

This article aims to reflect on the clandestine performance of the Revolutionary Izquierda Movement (MIR) in dictatorial Chile, specifically in the El Rebelde newspaper publications. Even though this newspaper existed prior to the year of 1973, the element of clandestinity came to an end only after the establishment of the military dictatorship in Chile, which brought the persecution of the repressive apparatus of left-wing groups and the assassination of their several members. Thus, in addition to weapons, the MIR kept the publications active, calling the masses to fight and spreading the ideas of the movement, making the newspaper a relevant historical source about political opposition in times of authoritarianism.

Keywords: MIR; Chile; Resistence; Dictatorship.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15210/clio.v5i9.17024

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Ofícios de Clio - Revista Discente dos Cursos de História da Universidade Federal de Pelotas - 2021 - ISSN 2527-0524
Contador de visitas