Degradação fotocatalítica de ciprofloxacina usando óxido de zinco em espuma vítrea

Caroline De Oliveira Carvalho, Eduarda Medran Rangel, Caio César Melo, Daniel Ricardo Arsand, Fernando Machado Machado

Resumo


Neste trabalho é apresentada a fotodegradação do antibiótico ciprofloxacina pela aplicação de espuma vítrea fotocatalisadora, produzida a partir de óxido de zinco (espécie fotoativa), vidro residual de lâmpadas fluorescentes (matriz vítrea) e carbonato de cálcio (agente espumante). O vidro de resíduo precursor teve a sua composição química e estrutura cristalina elucidadas através das técnicas de fluorescência de raios-X e difração de raios-X, respectivamente. A espuma vítrea fotocatalisadora foi formulada com 5% em massa de agentes espumantes e 10% em massa de ZnO, conformada por prensagem uniaxial e queimada à 800 ºC, com taxa de aquecimento de 2,5 °C min-1 e 30 min de patamar. Os testes de fotodegradação foram realizados em fotorreator equipado com lâmpada de vapor de mercúrio de baixa pressão (6 W) imersa na solução; e 0,5 L de solução de trabalho 0,1 g L-1 ciprofloxacina. Os resultados mostram que a eficiência na degradação do antibiótico aplicando espuma vítrea fotocatalisadora/UV é 133% mais eficiente do que o uso de somente radiação ultravioleta. Além disso, o material produzido mostra uma alternativa viável para a destinação de resíduos de lâmpadas fluorescentes.

Palavras-chave: Fotocatálise heterogênea, tratamento de água, catalisador, compostos farmacêuticos, antibióticos


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/rbes.v3i1.10153