ANÁLISE TEÓRICO-EXPERIMENTAL DA MICROESTRUTURA DO AÇO AISI 316L SOLDADO VIA GTAW COM DIFERENTES METAIS

Tábata Aires Vieira, Alexandra Augusta Reichert, Alice Gonçalves Osório, Daniel Souza

Resumo


O metal AISI 316L soldado via GTAW, utilizando os metais de adição ER 316L Si e ER 420, com objetivo de comparação teórica e prática da microestrutura obtida por esta soldagem. Para a avaliação teórica, foi utilizado o diagrama de Schaeffler. Em uma primeira etapa foi determinada a taxa de diluição e energia de soldagem e em seguida, identificou-se via Microscopia Óptica (MO), as fases resultantes das peças soldadas. Estas fases foram comparadas com as fases indicadas pelo diagrama de Schaeffler. No MO observou-se a presença de bandas no metal base (MB), provocada pelo alto percentual de manganês. Para a peça soldada com o ER 316L Si, identificou-se 44% de diluição e energia de soldagem de 256,5 J/cm, já a solda realizada com o ER 420 teve 30% de diluição, com energia de soldagem de 259,5 J/cm. As porcentagens das fases na zona fundida (ZF) com o metal de adição ER 420 foram de 2% de martensita e 98% de austenita, de acordo com os resultados teóricos esperados. Para as soldas realizadas com o metal de adição ER 316L Si, encontrou-se pelo diagrama 8% de ferrita e 92% de austenita, não sendo compatível com o resultado prático obtido, que indicou 61% de ferrita e 39% de austenita.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/rbes.v5iEsp.14348