Fotoluminescência da zircônia estabilizada com ítrio recoberta com ceria: Estudo da influência do revestimento

Murillo Henrique de Matos Rodrigues, José Theóphilo de Oliveira Figueiredo, Kellen Cristina Mesquita Borges, Rosana de Fátima Gonçalves, Máximo Siu Li, Maria Fernanda do Carmo Gurgel, Neftalí Lenin Villarreal Carreño, Ana Paula de Azevedo Marques, Fabiana Villela Motta, Mario Godinho Junior

Resumo


Na síntese dos nanocompósitos preparou-se, utilizando o método Pechini, o citrato de céria para recobrir o ZrO2 estabilizado com Ítrio comercial nas proporções de 1, 3 e 5% em mol de CeO2. Foram utilizados na caracterização dos nanocompósitos de ZrO2 estabilizado com Ítrio recoberto com ceria as técnicas de Difração de Raios X, Microscopia Eletrônica de Varredura, Energia Dispersiva de Raios X e Emissão Fotoluminescente, a propriedade de FL foi avaliada a temperatura ambiente. Observando que, quando variando a porcentagem da quantidade de mol no recobrimento há uma influência na intensidade FL do material, indicando que uma menor porcentagem em mol de recobrimento provoca uma maior emissão quando comparado ao material com maior porcentagem em mol de recobrimento, devido a geração de um grau de ordem e desordem proveniente da interface entre os dois materiais.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/rbes.v5iEsp.14469