Incidência de cânceres e o uso de agrotóxicos na região oeste do Paraná

Willian Cézar Nadaleti, Kassem Nege, Silvana Bortolotti, Rodrigo Farias da Silva, Ana Paula Favaretto, Vinicius Manzini

Resumo


Nos últimos anos a utilização de agrotóxicos cresceu de forma exponencial no Brasil, sendo que o agronegócio se tornou totalmente dependente da aplicação deste para uma alta produtividade. Recentemente vários estudos estão sendo realizados para verificar o potencial carcinogênico dos agrotóxicos. Com isso, este estudo objetivou em identificar, coletar, examinar e avaliar informações obtidas por meio da aplicação de questionário, junto ao uso da estatística descritiva bem como da estatística espacial sobre o potencial carcinogênico dos agrotóxicos utilizados na região oeste do Paraná. No total foram entrevistados 162 pacientes diagnosticados com câncer, sendo que a maioria destes (31,5%) residiam no município de Cascavel-PR. De modo geral, mais de 50% dos entrevistados relataram ter contato com agrotóxicos, demonstrando assim, uma problemática em que possivelmente o uso de agrotóxicos possa estar relacionado como uma das causas de câncer na população. Com base nisto, este estudo propõem a criação de programas públicos voltados para os agricultores com o intuito de oferecer alternativas e apoio para que esses consigam reformular o seu processo de produção, substituindo o modo convencional de produção agrícola, por práticas de produção alternativas, como as práticas agroecológicas.

Palavras-chave


saúde pública; câncer; estatísticaespacial.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/rbes.v2i2.8144