DE GLOSA A LO IMBORRABLE: TRÂNSITOS ÍNTIMOS NA OBRA DE JUAN JOSÉ SAER

Iuri Almeida Müller

Resumo


RESUMO: Este trabalho busca observar como se dá, em dois romances do escritor argentino Juan José Saer, o trânsito entre elementos intertextuais de uma obra que se caracteriza por uma radical coerência interna, que permite a leitura dos diferentes textos como peças de um texto único. Pretende, também, analisar como o recurso da narração e da descrição das caminhadas acaba por mover a estrutura interna de Glosa (1986) e Lo imborrable (1993), os romances em questão. Interessam, por fim, os aspectos que permitem entender a construção do espaço narrativo na obra de Saer, e os distintos artifícios da ficção utilizados nesse intento.

Palavras-chave: Juan José Saer; literatura argentina; espaço narrativo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/cdl.v0i34.16958



Caderno de Letras integra a rede LATINOAMERICANA - Asociación de Revistas Literarias y Culturales 

__________________________________________________________________ 

A Caderno de Letras está indexada nas seguintes bases: