As perspectivas de gestores de escolas do campo da Rede Municipal de Rondonópolis/MT sobre as Políticas de Educação do Campo

Lindalva Maria Novaes Garske, Crisnaiara Cândido, Lucimara Afonso Castilho

Resumo


O presente artigo é resultado de uma pesquisa a respeito das perspectivas que os gestores de escolas do campo da Rede Municipal de Ensino de Rondonópolis/Mato Grosso apresentam sobre as Políticas de Educação do Campo. O trabalho objetivou verificar se essas perspectivas expressam as intencionalidades que norteiam tais políticas e as convicções a respeito da singularidade e autenticidade do modo de ser e viver do trabalhador rural. A opção metodológica foi por uma abordagem qualitativa, a qual permite a compreensão dos significados atribuídos pelos sujeitos da pesquisa ao fenômeno em estudo. A pesquisa empírica se deu por meio de entrevistas com cinco gestores na condição de diretores de cinco escolas do campo. A análise e interpretação das informações coletadas apontaram que as perspectivas expressas pelos gestores entrevistados refletem os princípios e as intencionalidades das políticas de educação do campo.


Palavras-chave


política de Educação do Campo; gestão escolar; perspectivas dos gestores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15210/caduc.v0i57.12826