Os cursos de Ciências Sociais e Sociologia no Brasil: história e configurações

Cristiano das Neves Bodart, Caio dos Santos Tavares

Resumo


Este artigo examina a ampliação dos cursos de Ciências Sociais e Sociologia, no Brasil, considerando: i) as mudanças legislativas; ii) os programas de governo de incentivo às licenciaturas; e iii) a ausência da obrigatoriedade da Sociologia Escolar no currículo nacional (até 2008) e sua reintrodução no ensino médio (após 2009). As bases de dados utilizadas foram extraídas do site e-MEC. Foram identificados, a partir das configurações dos cursos ofertados, três momentos distintos: um marcado pelo foco na formação de quadros técnicos, outro em pesquisadores e um terceiro voltado, prioritariamente, para a formação de professores. A partir de uma combinação de fatores, tais como os recentes incentivos estatais à formação de professores e a reintrodução da disciplina no ensino médio brasileiro, os cursos de licenciatura em Ciências Sociais e em Sociologia vêm se expandindo e superando o número de cursos de bacharelado em Ciências Sociais, no Brasil, dando novos contornos à história dos cursos.


Palavras-chave


Ciências Sociais; História; Formação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15210/caduc.v0i64.17540