A contribuição de três tradições da teoria fundamentada para a pesquisa educacional

Alberto José Ferreira de Lima, Edna Gusmão de Goes Brennand

Resumo


O estudo tem como foco investigativo as três tradições predominantes da teoria fundamentada: clássica, straussiana e construtivista, com ênfase em suas peculiaridades. Destaca a mesma origem comum dessas três vertentes e o compartilhamento de uma série de técnicas de abordagem originais, diferenciadas por estruturas filosóficas contrastantes e diretivas metodológicas conflitantes. Traz para a cena do debate metodológico questões fundamentais de interesse para os pesquisadores da área de Educação que trabalham com a pesquisa qualitativa, sobretudo no campo dos Estudos Culturais. Os resultados do estudo apresentam as aproximações e os distanciamentos entre as três principais abordagens da teoria fundamentada. São tecidas, ao longo da análise, considerações a respeito dos elementos a serem considerados na escolha da perspectiva da teoria fundamentada mais adequada para conduzir um trabalho de pesquisa com dados empíricos. Contribui para sintetizar elementos metodológicos úteis nas três tradições para a pesquisa empírica no campo da Educação.

Palavras-chave


Teoria fundamentada; Metodologia de pesquisa em educação; Ciência dos dados

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15210/caduc.v0i64.17684