Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Revista Interfaces Brasil/Canadá é publicação oficial da Associação Brasileira de Estudos Canadenses (ABECAN), entidade de direito privado sem fins lucrativos fundada em 1991 e dedicada à promoção de estudos sobre o Canadá em solo brasileiro e devotada ao estímulo do diálogo intercultural no globo, tendo sempre o Brasil e o Canadá por interlocutores privilegiados desse esforço. A Revista, lançada em 2001, é editada por meio de parcerias com Universidades e centros de pesquisas no Brasil, recebendo, ainda, apoio eventual de entidades canadenses. Alicerçada no diálogo privilegiado entre professores e pesquisadores, a Revista promove o estreitamento dos laços culturais e científicos entre o Brasil, o Canadá e o mundo. Com ênfase na interdisciplinaridade, aceita preferencialmente artigos que transitam pelas áreas de Humanidades (sobretudo Letras, Geografia, História, Antropologia, Etnografia, Sociologia, Patrimônio e Arqueologia), Artes, Relações Internacionais e Educação.

As contribuições, que podem ser aceitas em quatro diferentes línguas – Português, Espanhol, Inglês e Francês –, precisam tematizar o Canadá, se remetendo a fontes, autores, personagens, paisagens ou processos sócio-geográficos canadenses. É altamente recomendável que as contribuições estabeleçam propostas e interpretações comparativas, da realidade canadense com a de outros países e regiões do globo, especialmente o Brasil e o Continente Americano. Não é obrigatório que a realidade brasileira seja tema das contribuições, mas é recomendável que haja referências aos processos, autores e fontes brasileiros. São especialmente bem-vindas contribuições que resultem da colaboração entre scholars brasileiros e de outros países em torno das questões suscitadas pelo processo histórico-social canadense. Tendo os Estudos Canadenses por eixos estruturantes a Interdisciplinaridade e a Internacionalização da Pesquisa e do Ensino, são, ainda, acolhidas com interesse contribuições que debatam teórica e metodologicamente estas questões.

 

Políticas de Seção

Dossiê Temático

Editores
  • admin
  • Fábio Cerqueira
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Artigos

Política padrão de seção

Editores
  • admin
  • Fábio Cerqueira
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas e Entrevistas

Editores
  • admin
  • Fábio Cerqueira
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Estudos canadenses comparados

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Estudos literários e culturais

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Paisagens, patrimônios, legitimidades e educação nas Américas

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Homenagem

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Seção Paisagens, patrimônios, legitimidades e educação nas Américas

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossier Internacionalização da Educação Superior: Agendas, parcerias e conhecimentos

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê À procura de novos paradigmas: estudos indígenas no Canadá e nas Américas

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Figuras literárias dos espaços em devir no Quebec e no Brasil (séc. XX-XXI): Conflitos, traumas, interconexões

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Estudos pós-coloniais e interseccionais. Abordagens e desafios multidimensionais para mulheres negras nas Américas

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê A arte do Acontecimento - vertentes atuais da arte relacional e participativa

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A Interfaces adota a prática de desk review. Cada texto novo submetido é lido pelos editores e uma decisão é tomada em reunião quinzenal que define se o artigo poderá ou não ser encaminhado aos pareceristas. A proposta permite que os autores dos artigos apresentados recebam uma resposta rápida sobre a viabilidade, ou não da publicação de seus textos. Nessa avaliação, são levadas em consideração a pertinência do artigo ao foco da revista e a observância das normas editorias.

O tempo estimado entre a data de submissão e o resultado do desk review é de até um mês. Artigos aceitos em desk review receberão o resultado da avaliação pelo método duplo-cego em até dois meses e, dependendo da avaliação, haverá mais um ou dois meses para nova submissão e preparação do texto final.

O Conselho Editorial é o órgão auxiliar da Editoria, sendo de sua competência assessorar os editores com sugestões sobre a política editorial e emitir pareceres sobre os artigos e resenhas mediante o sistema double blind peer review.

Os pareceres devem ser emitidos no prazo máximo de quatro semanas.

No caso de serem recebidas contribuições associadas a áreas do conhecimento cuja expertise não esteja contemplada pelos currículos e especialidades dos membros do Conselho Editorial, a Editoria pode convidar pareceristas ad hoc, os quais devem ter notória especialização na área de interesse.

As entrevistas serão avaliadas pela Editoria, não sendo submetidas ao sistema de avaliação duplo-cego por pares, não havendo, portanto, necessidade de se recorrer ao Conselho Editorial nesses casos.

As resenhas também podem ser avaliadas pela Editoria, que, nesse caso, pode aprová-las, rejeitá-las ou, se entender necessário, submetê-las à apreciação de pareceristas do Conselho Editorial.

Em caso de pareceres divergentes sobre a publicação, a Editoria poderá solicitar um terceiro parecer ou chamar a si a decisão. Serão encaminhados para segunda rodada de avaliação os textos que receberem esta recomendação explícita dos avaliadores ou que, recebendo indicação de correções e modificações requeridas, forem apreciados com notas inferiores a “muito bom”.

Os autores receberão, por via eletrônica, cópia dos pareceres emitidos, respeitando-se sempre o sigilo quanto à identidade dos avaliadores

Para assegurar a integridade da avaliação cega por pares, tomam-se todos os cuidados possíveis no sentido de não se revelar a identidade de autores e avaliadores durante o processo. Assim, autores devem excluir do texto submetido seus nomes, substituindo-os por “Autor”. Além disso, devem cuidar para remover a identificação do autor nos metadados do arquivo encaminhado. Em documentos do Microsoft Office é preciso acessar: “menu Arquivo > Salvar como... > Autor >”,  apagando aí informações pessoais do arquivo > para, então, finalmente, clicar em “Salvar”. Em PDF, os nomes dos autores também podem ser removidos, acessando-se o menu principal do Adobe Acrobat. Se, porventura, os autores olvidarem esses procedimentos, os editores o aplicarão antes do envio da submissão aos pares para avaliação, ou devolverão o texto para os autores, requerendo a obediência da norma de segurança.

 

Periodicidade

Quadrimestral

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Qualis - Capes

A2 - Letras

B2 - Educação, História, Geografia, Artes, Música, Arqueologia, Antropologia, Comunicação, Direito, Interdisciplinar, 

 

Política anti-plágio

A revista Interfaces recebe cerca de 50 submissões de artigos por ano. Antes de enviá-las aos avaliadores no âmbito do sistema Double-Blind Peer Review os editores submetem os artigos a programas anti-plágio, como o Copyspider e o Farejador de Plágios. Desde 2012, a Interfaces identificou apenas um caso de auto-plágio e nenhum de plágio. A mazela do plágio é pouco manifesta nos Estudos Canadenses, tendo-se em vista o universo relativamente restrito de scholars estabelecidos, em função do alto grau de especialização temática.

 

Política de dossiês temáticos

A Interfaces adota desde 2012 a política de dossiês temáticos. A opção tem potencializado o impacto e a divulgação dos fascículos, na medida em que favorece a dinâmica sinérgica entre os artigos, fortalecendo-os mutuamente. Tendo em vista a natureza própria dos Estudos Canadenses (marcadamente interdisciplinar e internacionalizada), a revista adota um escopo geral amplo no que se refere à proposta interdisciplinar, mas por meio de seus dossiês consegue periodicamente amadurecer e especificar abordagens temáticas.

A Editoria pode publicar dossiês temáticos, recorrendo a editores convidados para organizá-los. Cada dossiê é composto de quatro a dez artigos (exceções podem ser consideradas pela Editoria). Os editores convidados têm precedência para a emissão de pareceres para os artigos inscritos no dossiê, mas todas as submissões serão processadas no âmbito do double-blind peer review.

Diversos dossiês, sobretudo aqueles que costuram saberes eventualmente pouco contemplados dentre os membros do Conselho Editorial, têm recorrido a avaliadores ad hoc. A fórmula é saudada pela Editoria, pois diversifica a relação de avaliadores do periódico e ajuda a garantir a imparcialidade aos pareceres.

A Editoria estimula que os organizadores dos dossiês pertençam a diferentes instituições de ensino e pesquisa situadas em países diferentes. A estratégia tem permitido o estreitamento da colaboração científica entre scholars e universidades em torno das questões relativas ao Canadá.

Não há periodicidade estabelecida para a publicação dos dossiês temáticos, mas as chamadas devem ser publicadas no site da revista com antecedência da data de publicação. A Editoria está aberta a receber propostas de dossiês temáticos e decide aceitá-las ou não. As propostas devem conter resumos da temática nas quatro línguas do periódico (português, inglês, francês e espanhol) e serem acompanhadas dos currículos dos proponentes.

A organização do dossiê temático não deve ocupar todo o espaço destinado aos artigos, preservando-se, assim, as seções de fluxo contínuo. Desta forma, independentemente dos dossiês temáticos, os autores podem submeter contribuições em qualquer outra seção, a qualquer momento.

Todos os dossiês temáticos indicarão um dead line (data limite) para a submissão, cuja observância pelo autor, entretanto, não garante a priori que o texto será analisado em tempo hábil para integrar o respectivo dossiê, pois é preciso levar-se em consideração todo o tempo necessário para a evolução normal do processo de revisão em desk review e avaliação cega por pares. Trata-se, assim, de um indicador do limite máximo para que uma contribuição tenha chance de ser avaliada para um dossiê. Por isso, a Editoria recomenda fortemente que os autores submetam suas contribuições com o máximo de antecedência possível.

Textos eventualmente aprovados, mas não aproveitados em um dossiê pelos editores convidados, poderão ser destinados a integrar as seções de fluxo contínuo da revista em algum número seguinte.

 

Política de taxas

A revista é de acesso gratuito e não cobra taxas dos autores para as submissões dos artigos, para as avaliações e para a publicação dos textos aprovados.

 

Declaração sobre ética

Editors' responsibilities

The editors are responsible for deciding which of the papers submitted to the journal will be published. The editors will evaluate manuscripts without regard to the authors' race, gender, sexual orientation, religious belief, ethnic origin, citizenship, or political philosophy. The decision will be based on the paper’s importance, originality and clarity, and the study’s validity and its relevance to the journal's scope.

Current legal requirements regarding libel, copyright infringement, and plagiarism should also be considered.

Confidentiality

The editors and editorial staff must not disclose any information about a submitted manuscript to anyone other than the corresponding author, reviewers, potential reviewers, other editorial advisers, and the publisher, as appropriate.

Disclosure and conflicts of interest

Unpublished materials disclosed in a submitted paper will not be used by the editor or the members of the editorial board for their own research purposes without the author's explicit written consent.

Reviewers' responsibilities

The peer-reviewing process assists the editors and the editorial board in making editorial decisions and may also serve the author in improving the paper.

Any selected referee who feels unqualified to review the research reported in a manuscript or knows that its prompt review will be impossible should notify the editor and withdraw from the review process.

Any manuscripts received for review must be treated as confidential documents. They must not be disclosed to or discussed with others except as authorized by the editors.

Reviews should be conducted objectively. Personal criticism of the author is inappropriate. Referees should express their views clearly with supporting arguments.

Reviewers should identify cases in which relevant published work referred to in the paper has not been cited in the reference section. They should point out whether observations or arguments derived from other publications are accompanied by the respective source.

Reviewers will notify the editors of any substantial similarity or overlap between the manuscript under consideration and any other published paper of which they have personal knowledge.

Privileged information or ideas obtained through peer review must be kept confidential and not used for personal advantage.

Reviewers should not consider manuscripts in which they have conflicts of interest resulting from competitive, collaborative, or other relationships or connections with any of the authors, companies, or institutions associated with the papers.

Authors' duties

Authors of original research reports should present an accurate account of the work performed as well as an objective discussion of its significance. Underlying data should be represented accurately in the paper. A paper should contain sufficient detail and references to permit others to replicate the work.

Fraudulent or knowingly inaccurate statements constitute unethical behavior and are unacceptable.

Authors will submit only entirely original works, and will appropriately cite or quote the work and/or words of others. Publications that have been influential in determining the nature of the reported work should also be cited.

Multiple, redundant or concurrent publication

Submitting the same paper to more than one journal constitutes unethical publishing behavior and is unacceptable.

Manuscripts which have been published as copyrighted material elsewhere cannot be submitted.

Manuscripts under review by the journal should not be resubmitted to copyrighted publications.

Authorship of the paper

Authorship should be limited to those who have made a significant contribution to the conception, design, execution, or interpretation of the reported study. All those who have made significant contributions should be listed as co-authors. The corresponding author will also verify that all co-authors have approved the final version of the paper and have agreed to its submission for publication.

Authors should make themselves available for peer-review.

When an author discovers a significant error or inaccuracy in his/her own published work, it is the author’s obligation to promptly notify the journal editor or publisher and to cooperate with the editor to retract or correct the paper in form of an erratum.

Access

Interfaces Brazil/Canada provides open access to its contents, making research freely available in the interest of a worldwide exchange of knowledge.