La violence et les répresentations de la société cannadienne et brésilienne dans deux romans : convergence ou divergence ?

Danielle Forget

Resumo


Os romances, O Matador (1995), de Patrícia Mello, e Les Fous de Bassan (1982), de Anne Hébert, apresentam, cada um no seu contexto social, atores usando crimes como solução aos problemas que enfrentam. Eles chegam a renovar a nossa reflexão sobre a violência. Com os meios próprios do literário, a violência se constrói onde o narrado-ator perde o controle das emoções e vivencia formas de exclusão. Assim, a comparação entre os romances dá força à relação entre a experiência individual e os valores sociais.

The novels, O Matador (1995) by Patrícia Mello and Les Fous de Bassan (1982) by Anne Hébert present, each in their social context, actors using crimes as a solution to the problems they face. They come to renew our reflection on violence. With the media of the literary, violence is built where the narrator-actor loses control of emotions and experiences forms of exclusion. Thus, the comparison between novels gives strength to the relationship between individual experience and social values.


Palavras-chave


, O Matador, Patrícia Mello, Les Fous de Bassan, Anne Hébert, violência

Texto completo:

PDF (Français (Canada))


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/interfaces.v1i1.10526

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN eletrônico: 1984-5677

ISSN impresso: 1519-0994