Sobre a máscara Sasquatch e a machadinha Kyiré: Resgate patrimonial no Canadá e no Brasil

Gustavo Hamilton de Sousa Menezes

Resumo


O artigo busca discorrer sobre duas iniciativas em que povos indígenas reivindicaram o retorno para suas comunidades de objetos sagrados que estavam na posse de museus. Trata-se de um tipo de negociação que coloca em perspectiva distintas noções de direito e pertencimento, assim como de autoridade e legitimidade. São exemplos que demonstram um olhar contemporâneo e crítico dos povos indígenas em relação aos museus e às coleções etnográficas, e que denunciam as formas muitas vezes escusas com que acervos museológicos são constituídos. Apontam também para certas iniciativas que visam sintonizar os museus com um novo contexto de maior diálogo com os povos indígenas e de menor exotismo e assimetria de poder.  


Palavras-chave


Patrimônio indígena

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/interfaces.v18i2.13960

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN eletrônico: 1984-5677

ISSN impresso: 1519-0994