O que você sabe sobre o Canadá e os Estudos Canadenses? Crenças de discentes do curso de Letras.

Fernanda Costa Ribas, Cristiane Manzan Perine, Gilmar Martins de Freitas Fernandes

Resumo


Embasando-se em trabalhos sobre crenças principalmentedas áreas da Educação e Linguística Aplicada, esta pesquisa, de cunhointerpretativista, tem como objetivo investigar as crenças de discentesdo Curso de Letras sobre o Canadá e sobre os Estudos Canadenses.Participaram da pesquisa 28 discentes da Universidade Federal deUberlândia, dos quais apenas um já havia visitado o Canadá. A análisedos dados, coletados por meio de um questionário online, revelou crençasreferentes a aspectos factuais e geográficos sobre o país, em sua maioria,baseadas no senso comum. Embora haja grande oferta e divulgação deoportunidades de atividades acadêmicas, de ensino, pesquisa e extensão eevidência do interesse dos alunos em visitar o Canadá, os dados revelamcerto desconhecimento dos alunos sobre o país e sobre os EstudosCanadenses. Esses dados apontam a importância de continuidade de açõesnas esferas cultural, acadêmica e científica que permitam estreitar asrelações entre Brasil e Canadá, promovendo e aumentando conhecimentossobre o Canadá no Brasil, bem como sobre o Brasil no Canadá.

Palavras-chave


Canadá; Estudos Canadenses; Crenças de discentes; Relação Brasil-Canadá.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, S. R. G. Interseções: Diálogo com a literatura e a linguística

aplicada no Canadá. Belo Horizonte: FALE/UFMG, 2001.

ALVAREZ, M. L. O. Crenças, motivações e expectativas de alunos

de um curso de formação Letras Espanhol. In: ______.; SILVA, K.

A. (Org.). Linguística Aplicada: múltiplos olhares. Campinas: Pontes

Editores, 2007. p. 191-231.

BARCELOS, A. M. F. Metodologia de pesquisa das crenças sobre

aprendizagem de línguas: estado da arte. Revista Brasileira de

Linguística Aplicada, v. 1, n. 1, p. 71-92, 2001.

______. Crenças sobre aprendizagem de línguas, Linguística Aplicada e

ensino de línguas. Linguagem e Ensino, v. 7, n. 1, p. 123-156, 2004.

______. Cognição de professores e alunos: tendências recentes na

pesquisa de crenças sobre ensino e aprendizagem de línguas. In:_______; VIEIRA-ABRAHÃO, M. H. (Org.). Crenças e ensino de

línguas: foco no professor, no aluno e na formação de professores.

Campinas: Pontes, 2006. p. 15-42.

______. Crenças sobre ensino e aprendizagem de línguas: reflexões de

uma década de pesquisa no Brasil. In: ALVAREZ, M. L. O.; SILVA, K.

A. (Org.). Linguística Aplicada: múltiplos olhares. Campinas: Pontes

Editores, 2007. p. 27-69.

BERNAT, E; GVOZDENKO, I. Beliefs about language learning: current

knowledge, pedagogical implications and new research directions.

TESL-EJ, v. 9, n. 1, p. 1-21, 2005.

BERND, Z. Estudos Canadenses: balanços e perspectivas. Interfaces

Brasil/Canadá, n. 9, p. 13-20, 2009.

______. Études canadiennes: perspectives transaméricaines. In: IMBERT,

P.; CERQUEDA, S. B.; RAMOS, A. R. N. Ficção e documentário:

algumas reflexões sobre o Quebec contemporâneo nas obras

cinematográficas de Jacques Godbout e Denis Arcand. Revista Interfaces,

ABECAN/FURG, v. 1, n. 5, p. 253-266, 2005.

CLANDININ, J.; CONNELLY, M. Teachers’ personal practical

knowledge: What counts as “personal” in studies of the personal. Journal

of Curriculum Studies, p. 487-500, 1987.

CONNELLY, F. M.; CLANDININ, D. J. Teacher education – A question

of teacher knowledge. In: SCOTT, A.; FREEMAN-MOIR, J. (Ed.),

Tomorrow’s teachers: International and critical perspectives on teacher

education. Christ Church, New Zealand: Canterbury Press, 2000.

p. 89-105.

DEWEY, J. How we think. Lexington, MA: D. C. Heath and Company,

FONTILLE, B. (Ed.) Trans, multi, interculturalité: trans, multi,

interdisciplinarité. Québec: Presses de l’Université Laval, 2012.p. 196-207.

GABILLON, Z. L2 Learner’s beliefs: an overview. Journal of

Language and Learning, v. 3, n. 2, p. 233-260, 2005.

GILLHAM, B. Case Study Research Methods. Londres; Nova Iorque:

Continuum, 2000.

HANCIAU, N. Relações norte e sul: diálogo Brasil/Canadá. Revista

Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua portuguesa, São Paulo,

n. 4, p. 271-277, fev. 2008.

HUTCHISON, B. The unknown country, Canada and her people.

Longmans, Green & Company, Toronto, 1942.

LEFFA, V. M. A look at students’ concept of language learning.

Trabalhos em Linguística Aplicada, n. 17, p. 57-65, 1991.

OLIVEIRA, H. F. À flor da (terceira) idade: crenças e experiências de aprendizes

idosos de língua estrangeira (inglês). 2010. Dissertação (Mestrado em Linguística

Aplicada), Universidade de Brasília, Brasília, 2010.

PAJARES, M. F. Teachers’ Beliefs and Educational Research: Cleaning up a

Messy Construct. Review of Educational Research, v. 62, n. 3, p. 307-332, 1992.

PRICE, H. H. Belief. Bristol: Thoemmes Press, 1969.

TELLES, J. A. Teachers’ Professional Knowledge Landscapes – Resenha.

DELTA (Documentação de Estudos em Linguística Teórica e Aplicada), São

Paulo, v. 12, n. 2, p. 367-378, 1996.

VIEIRA-ABRAHÃO, M. H. Metodologia na investigação das crenças. In:

BARCELOS, A. M. F.; _______. Crenças e ensino de línguas: foco no professor,

no aluno e na formação de professores. Campinas: Pontes, 2006. p. 219-231.

______. Cognição de professores de línguas: formação, fatores contextuais e

práticas de sala de aula. Contexturas, v. 16, p. 113-134, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.15210/interfaces.v14i2.6740

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN eletrônico: 1984-5677

ISSN impresso: 1519-0994