A CEPAL dos anos 50 e sua influência no pensamento político brasileiro

Renata da Silva Gonçalves

Resumo


O artigo tem como objetivo analisar o pensamento cepalino nos anos 50 a partir de suas principais teses, como a análise sobre o subdesenvolvimento e a noção de centro periferia, e suas propostas: o protecionismo e o planejamento da economia, o combate à inflação, integração regional e a substituição de importações. Ele também pretende analisar algumas características desse pensamento que influenciaram o pensamento político brasileiro, como: o estruturalismo cepalino, a predominância de uma perspectiva macro, o desenvolvimento de uma visão peculiar da história por meio do método histórico-estruturalista desenvolvido pela Comissão e o papel reduzido, ou quase nulo, dos atores sociais em suas análises.


Palavras-chave


CEPAL. Pensamento político. Estruturalismo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/pp.v0i15.4184