Níveis de computabilidade em processo de projeto: casos e especificidades

Tássia Borges de Vasconselos, David Moreno Sperling

Resumo


Diante de um cenário de utilização massiva do computador em processos de projeto, pretende-se apresentar e sistematizar três lógicas gerais do uso dos ambientes digitais no contexto de projeto na arquitetura contemporânea, retomando-se definições propostas por Rivka Oxman (2006) e Toni Kotnik (2010). Articuladas a essas definições, estas lógicas são exemplificadas com a explicitação de processos de concepção de obras contemporâneas emblemáticas. Procura-se evidenciar a potencialidade do uso do computador como uma mídia ativa no processo projetual, segundo níveis de computabilidade específicos, os quais trazem possibilidades e desafios distintos para o projeto e a produção da arquitetura.

Palavras-chave: níveis de computabilidade projetual, projeto paramétrico, projeto algorítmico, arquitetura contemporânea, método de projeto.


Texto completo:

64-81


DOI: https://doi.org/10.15210/pixo.v5i17.20291

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 PIXO - Revista de Arquitetura, Cidade e Contemporaneidade

 

 

INDEXADORES e DIRETÓRIOS 

ARLA

DIADORIM

DOAJ

DOI

EBSCO

ERIH PLUS

GOOGLE SCHOLAR

LATINDEX

LIVRE

PORTAL DE PERIÓDICOS CAPES

PORTAL DE PERIÓDICOS UFPEL

REDIB

SUMÁRIOS.ORG

 

 

contador