As (des)territorialidades de infraestrutura urbana nas áreas rurais da Região Metropolitana de São Paulo

Denise de Camargo Marcelino

Resumo


O estudo em questão buscou debater quais impactos a nível local são gerados nas áreas rurais da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) considerando a extensão da rede de infraestrutura urbana associada a revalorização dessas áreas pelo turismo. A metodologia apoiou-se em leitura de bibliografia acerca da organização do espaço e da expansão do setor turístico em áreas rurais, complementando com dados de nível de atendimento em infraestruturas básicas, uso e ocupação do solo e atividades econômicas do pessoal ocupado. Como resultado temos uma hierarquia urbana na produção de fundos territoriais para usos futuros e criação de novas (des)territorialidades no avanço do setor terciário pelo turismo, revalorizando áreas e avultando a fragilidade socioambiental pelo desencontro de atendimento de infraestruturas urbanas e de criação de normas alheias às necessidades da realidade local, que podem ser contornadas a partir de ações integradas entre políticas locais e regionais.


Palavras-chave


Rede Urbana; Infraestrutura; Área Rural; Turismo

Texto completo:

PDF