Memória do Território: cooperativas vinícolas como uma possibilidade para a salvaguarda das práticas tradicionais de vitivinicultura na região dos Altos Montes da Serra Gaúcha

Marina Uliana Trentin, Aline Montagna Silveira

Resumo


Este trabalho foi realizado com o intuito de subsidiar as reflexões teóricas da proposta de intervenção desenvolvida no Trabalho Final de Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFPel. O objetivo deste estudo foi compreender a paisagem cultural a partir da leitura do território e da cultura local, com o intuito de realizar uma intervenção que considere a preservação do patrimônio cultural da região. A metodologia contemplou a revisão bibliográfica, a coleta de dados e de depoimentos, e a documentação da paisagem através de imagens aéreas e de visitas in loco. Os resultados mostraram que essa paisagem vem sofrendo transformações, e que uma possibilidade para a sua salvaguarda consiste na manutenção das práticas tradicionais de agricultura, através do incentivo ao sistema cooperado de vinícolas, que valoriza a manutenção do homem no campo e o patrimônio cultural, material e imaterial da região.

Palavras-chave


Arquitetura e Urbanismo; Patrimônio Cultural; Preservação Patrimonial; Cooperativa Vinícola; Serra Gaúcha

Texto completo:

PDF