Reflexões sobre o papel dos livros didáticos de Geografia e a invisibilidade do homem e da mulher do campo

Jerusa Cassal de Almeida

Resumo


Os livros didáticos ocupam um papel de destaque nas escolas brasileiras e muitas vezes norteiam as aulas. Em algumas realidades são os únicos recursos existentes e o mercado editorial influencia a escolha dos materiais utilizados nas escolas. Sendo assim, mesmo havendo políticas educacionais para promover a diversidade, alguns assuntos não são abordados. O objetivo geral desta pesquisa consiste em analisar o papel do homem e da mulher do campo nos livros didáticos de Geografia nos anos de 2017 e 2020, a fim de averiguar o discurso proveniente dessa abordagem. A metodologia utilizada foi uma revisão de literatura realizada por meio da plataforma Scielo, os artigos apontam a inexistência do protagonismo do homem e da mulher do campo em algumas coleções tanto no Brasil, como em outros países. Para concluir, os dados apurados demostram a importância de se pensar as aulas de Geografia para além do discurso urbano.


Palavras-chave


Ensino; Recursos didáticos; Espaço rural.

Texto completo:

PDF