A cidade como instrumento de preservação da memória: estudos de caso Reforma Pereira Passos e Projeto Corredor Cultural

Juliana de Carvalho Lisboa

Resumo


A cidade do Rio de Janeiro passou por várias reformas urbanas. No decorrer do tempo, estas alterações, muitas vezes, apagaram parte da história. Entretanto, será possível que, apesar das mudanças, o ideário de diferentes épocas se manteve na memória da cidade? Ou estas transformações apagaram não apenas bens materiais, mas também os imateriais? Esta pesquisa pretende analisar, a partir do estudo da Reforma Pereira Passos e do Projeto corredor Cultural, as consequências que reestruturações urbanísticas causaram na memória deste lugar. Com a intenção de dissecar estas transformações, o presente trabalho traz a proposta de um olhar mais atento à história das cidades para que não seja cometido o erro de buscar uma modernização apagando o passado ao invés de valorizar o passado para, então, buscar uma modernização. Desta forma, sendo criada uma dinâmica muito mais rica, onde passado, presente e futuro sejam apreciados como uma unidade.


Palavras-chave


Memória. Alterações urbanísticas. Desenvolvimento. Preservação.

Texto completo:

PDF