O USO DA TERRA NO RIO GRANDE DO SUL E URUGUAI E A PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO NATURAL GAÚCHO: UMA REVISÃO TEÓRICA

Josué Lucas Costa Barcellos, Simone Emiko Sato

Resumo


O Pampa no Rio Grande do Sul e Uruguai compartilham uma história geológica, ambiental e humana. Por serem áreas de fácil manejo são muito utilizadas para atividades agropecuárias. Desde que o homem chegou nessas terras o território é modificado devido a sucessivas praticas e eventos, estas interações geraram um processo de culturalização e coexistência com a natureza, que vem se perdendo com o processo de industrialização. O objetivo deste levantamento bibliográfico é fundamentar o mapeamento de uso e cobertura na ecorregião de savana uruguaia, e contribuir com a discussão acerca da identidade gaúcha atrelada ao Pampa. O Pampa vem perdendo espaço natural para atividades antrópicas, e há o risco de desestabilização dos sistemas ecológicos, como também perda do patrimônio natural da cultura gaúcha. O mapeamento de uso e ocupação da terra permite o correto planejamento para preservação do pampa em coexistência com os espaços urbanos e as novas práticas antrópicas.

Palavras-chave


Savana Uruguaia; Pampa; Cultura pampeana; Proteção ambiental

Texto completo:

PDF