A classe trabalhadora tem cor: democracia racial e desenvolvimentismo em Volta Redonda (1946-1987).

Leonardo Ângelo Silva

Resumo


A proposta deste trabalho é a análise da relação entre o discurso desenvolvimentista com o de democracia racial. Para tanto nosso recorte espacial é a região de Barra Mansa e Volta Redonda (região localizada no sulfluminense do Estado do Rio de Janeiro) e o recorte cronológico vai de 1946 (ano da primeira corrida do aço em Volta Redonda), a 1987 (ano de divulgação da primeira pesquisa sobre discriminação e racismo que teve Volta Redonda como uma das cidades base). Na construção de nossos argumentos nos pautamos na experiência dos trabalhadores da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) o que captamos através do cruzamento analítico de fotos originárias da própria empresa (mais de 900), entrevistas realizadas pelo autor e por outros grupos de pesquisadores, registros de atas da Câmaras Municipais e de periódico da própria CSN (O lingote). Destes cruzamentos podemos destacar a evidente contradição entre a estrutura de trabalho, claramente desigual, encontrada pelos trabalhadores negros e o forte discurso desenvolvimentista e trabalhista, no qual os trabalhadores não tinham cor ou eram de todas as cores. 


Texto completo:

PDF

Referências


ALBERTI, V. Histórias do movimento negro no Brasil: depoimentos ao CPDOC. Rio de Janeiro: Fundacao Getulio Vargas - Cpdoc, 2007.

ALBERTI, V.; PEREIRA, A. A. Movimento negro e ‘democracia racial’no Brasil: entrevistas com lideranças do movimento negro”. Trabalho apresentado durante a III Conferência Bienal da Associação para o Estudo da Diáspora Africana Mundial (The Association for the Study of the Worldwide African Diaspora-ASWAD), realizada no Rio de Janeiro em, 2005.

ALKINDAR, Costa. Volta Redonda ontem e hoje. Visão histórica e estética. CD-ROM,

ALVES, M.P. Lazer operário e alienação (Volta Redonda – 1951 a 1956). Dissertação de Mestrado. Universidade Severino Sombra. Vassouras, 2001.

ATHAYDE, J.B. de. Volta Redonda Cidade do Aço: (notas históricas). Coronel Fabriciano: Editora Bussinger, 2004.

ATHAYDE, J.B. Volta Redonda através de 220 anos de história: (1744 – 1964). Coronel Fabriciano: Editora Rogério Bussenger, 2005a.

ATHAYDE, J.B. Volta Redonda e a Campanha Emancipacionista. Coronel Fabriciano: Editora Rogério Bussinger, 2005b.

BEDE, Edgard. Pedagogia do mundo do trabalho na Companhia Siderúrgica Nacional: Americanismo, Compromisso Fordista e a formação da classe operária em Volta Redonda. Tese de Doutorado em Educação). Universidade Federal Fluminense, 2007.

BEDÊ, Waldyr Amaral. Volta Redonda na Era Vargas (1941-1964). Volta Redonda: SMC/PMVR, 2004.

DA COSTA, E. V. The Brazilian empire: myths & histories. University of North Carolina Press, 2000.

Da SILVA, Leonardo Ângelo. Industrialização, Relações de Classe e Participação Política: da Criação da CSN à Emancipação de Volta Redonda (1941-1954). Dissertação de Mestrado, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (IM-UFRRJ), 2010.

DINIUS, Oliver. Work in Brazil's Steel City: A History of Industrial Relations in Volta Redonda, 1941–1968.PhD, dissertetion in History, Harvard University, 2004.

DINAMARCO, Patrícia da Silva Mueller. Trabalhadores da CSN: Lembranças e Relatos da Primeira Geração. Dissertação de Mestrado em História, do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo, 2004.

FARIAS, Ignez Cordeiro de (Coord.). Jorge Loretti. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2001.

FISCHER, B. M. Quaese pretos de tao pobres? Race and Social Discrimination in Rio de Janeiro's Twentieth-Century Criminal Courts. Latin American Research Review, University of Texas Press - Austin, v. 39, n. 1, 2004.

FORTES, Alexandre; SILVA, Eduardo Ângelo da; SILVA, Leonardo Ângelo da. Desenvolvimento, trabalho e cidadania em Volta Redonda: um olhar sobre a evolução da produção acadêmica. In FORTES, Alexandre; RAMALHO, José Ricardo. Desenvolvimento, trabalho e cidadania: Baixada e Sul Fluminense. Rio de Janeiro: 7 Letras. 2012.

FRENCH, John D. "A história latino-americana do trabalho hoje: uma reflexão auto-crítica." Revista de Historia, História-Unissinos, v. 6, n. 6, 2002.

GAMA, Maria Cecília Fontainha de Almeida. Sávio Gama: Fotos que contam a história. Volta Redonda: PMVR/SMC, 2004.

GRACIOLLI, Edílson José. Um caldeirão chamado CSN: resistência operária e violência militar na greve de 1988. Dissertação de Mestrado em História. Universidade Federal de Uberlândia, 1995.

GRACIOLLI, Edílson José. Um Laboratóio Chamado CSN – Greves, Privatização e Sindicalismo de Parceria (A trajetória do Sindicato dos Metalúrgicos de Volta Redonda – 1989/1993). Tese de Doutorado em Sociologia. Universidade Estadual de Campinas, 1999.

GOMES, Flávio, and PAIXÃO, Marcelo. "Raça, pós-emancipação, cidadania e modernidade no Brasil: questões e debates." Revista Maracanan, Rio de Janeiro, n. 4, 2008.

IBGE.Censo Demográfico 1950. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 1950.

LARA, Silvia Hunold. "Escravidão, cidadania e história do trabalho no Brasil." Projeto História. Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados de História, n. 16, 1998.

LASK, Tomke Christiane. Ordem e progresso: A estrutura de poder na “cidade operária” da Companhia Siderúrgica Nacional em Volta Redonda (1941-1964). Tese de doutorado no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (Museu Nacional). Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 1991.

LEGGETT, John C. Class, race, and labor: Working-class consciousness in Detroit: Oxford University Press, 1968.

MAIO, M. C. O Projeto Unesco e a agenda das ciências sociais no Brasil dos anos 40 e 50. Revista Brasileira de Ciências Sociais - RBCS, v. 14, n. 41, 1999.

MANGABEIRA, Wilma. Dilemas do novo sindicalismo: democracia e política em Volta Redonda. Rio de Janeiro: Relume- Dumaré, 1993.

MEDEIROS, Simone Alves de. A cidade que educa. A construção das identidades sociais dos trabalhadores da cidade-empresa de Volta Redonda (1940-1973). Dissertação e mestrado. Universidade Federal Fluminense, 2004.

MOREL, Regina Lúcia de Moraes. A Ferro e Fogo – Construção e Crise da “Família Siderúrgica”: O caso de Volta Redonda (1941 –1988). Tese de Doutorado em Sociologia. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Humanas da Universidade de São Paulo, 1989.

OLIVEIRA, Ângela Pereira. "A atuação de profissionais negros no mercado de trabalho de Pelotas–um estudo a partir das Carteiras profissionais (1933 a 1942)." AEDOS, Porto Alegre, v. 7, n. 17, 2015.

PIERSON, Donald. Brancos e pretos na Bahia. São Paulo: Copanhia Editora Nacional, 1945.

PINTO, Luiz de Aguiar Costa. O negro no Rio de Janeiro: relações de raças numa sociedade em mudança. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1998.

REEVE, Richard Penn. "Race and socio-economic mobility in a Brazilian town." St. Louis: Washington University, 1974.

REIS, João José. 1997. The Revolution of the Ganhadores: Urban Labour, Ethnicity and the African Strike of 1857 in Bahia, Brazil. Journal of Latin American Studies, Cambridge University Press, n.29, 1997.

SANTOS, Antônio Guilherme dos. "Benzenismo: Prevenção e controle devem ser permanentes" [online]. Diesat (Departamento Intersindical e Saúde do Trabalhador). Disponível em: http://www.diesat.org.br/artigos/4.pdf. Acessado em: 02/04/2009.

SHERIF, Robin E. Dreaming equality: color, race, and racism in urban Brazil. New Brunswick, New Jersy: Rutgers University Press, 2001.

SILVA, Eduardo Ângelo; SILVA, Leonardo Ângelo. Industrialização, urbanização e formação de classe em Volta Redonda (1945-1979): do fim do Estado Novo aos tempos da Ditadura [online]. Revista Mundos do Trabalho, vol. 3, n. 5, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2011v3n5p86/19020. Acessado em: 15/03/2013.

SILVA, Cecília Santos da. Quando os elos se partem: os trabalhadores intoxicados pelo benzeno no município de Volta Redonda. Dissertação de mestrado apresentada na Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz. Fundação Oswaldo Cruz, 2003.

SOUZA, Cláudia Virgínia Cabral de. Pelo espaço da cidade: aspectos da vida e do conflito urbano em Volta Redonda. Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPUR) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1992a.

SOUZA, Jessie Jane Vieira de. Valentim, o Guardião da Memória Circulista (1947/1958). Dissertação de Mestrado. UNICAMP, 1992b.

VEIGA, Sandra Mayrink e FONSECA, Isaque. Volta Redonda entre aço e armas. Petrópolis: Vozes, 1990.

ZWEIG, Stefan,. 1941. Brasil: o país do futuro. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1941.

WAGLEY, C. On the Concept of Social Race in the Americas. Actas del XXXIII Congreso Internacional de Americanistas, 1, 1959.




DOI: https://doi.org/10.15210/norus.v4i5.8279

Direitos autorais 2016 Autor e Revista

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2318-1966 

Indexadores nacionais: Sumários.orgDiadorimGoogle Scholar

Indexadores internacionais: Bibliothek Universitat Hamburg;Citeulike; DOAJLatindex; Mendeley; REDIB; Research Gate; ROAD; WorldCat

 

Apoio: