Da etnicização das teorias aos dilemas de envolvimento com Primeiras Nações na anthropologie québecoise

Cristhian Teofilo da Silva

Resumo


A antropologia quebequense será abordada, primeiramente, pelo caráter inusitado de uma prática antropológica de inspiração francesa numa América predominantemente anglófona. E, em segundo lugar, pela onipresença do tema do nacionalismo e as políticas de Estado no contexto nacional quebequense tencionando a performance científica da antropologia. Este artigo visa promover o estudo de estilos de antropologias periféricas com vistas a suscitar maior interesse para este tipo de etnografia, em particular pela importância de se refletir sobre as interações entre o campo burocrático da administração pública e a formação de estilos nacionais de se praticar a antropologia.

Palavras-chave


Estilos de antropologia; Antropologia quebequense; história da Antropologia no Canadá

Texto completo:

PDF

Referências


AZZAN JÚNIOR, C. Antropologia e sociedade no Quebec: Antes de depois da Revolução tranquila. São Paulo: Annablume, 2004.

AZZAN JÚNIOR, C. Antropologia e interpretação: Explicação e compreensão nas antropologias de Lévi-Strauss e Geertz. Campinas: Editora da Unicamp, 1993.

BAINES, S. G. “Estilos de Etnologia Indígena no Brasil e no Canadá”. Série Antropologia 282. Brasília: DAN/UnB, 2000. Republicado em Zambrano, Carlos (Org.) Etnopolíticas y Racismo: Conflictividade y Desafios Interculturales en America Latina. Bogotá: Universidad Nacional de Colombia, 2002.

BAINES, S. G. “Estilos de Etnologia Indígena”. In: CARDOSO DE OLIVEIRA, Roberto & RUBEN, Guilhermo Raul (orgs.). Estilos de Antropologia. Campinas: Editora da Unicamp, 1995.

BAINES, S. G. “Estilos de Etnologia Indígena e no Canadá vistos do Brasil”. Série Antropologia 315. Brasília: DAN/UnB, 2002.

BAINES, S. G. “Etnologia e Indigenismo na Austrália”. Série Antropologia 115. Brasília: DAN/UnB, 1991.

BAINES, S. G. “Primeiras Impressões sobre a Etnologia Indígena na Austrália”. Série Antropologia 139. Brasília: DAN/UnB, 1993.

BAINES, S. G. “Etnologia Indígena no Canadá: Primeira Impressões”. Série Antropologia 196. Brasília: DAN/UnB, 1996.

CARDOSO DE OLIVEIRA, R. Sobre o pensamento antropológico. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro; Brasília: MCT/CNPq, 1988.

CARDOSO DE OLIVEIRA, R. “Notas sobre uma estilística da antropologia”. In: CARDOSO DE OLIVEIRA, Roberto & RUBEN, Guilhermo Raul (orgs.). Estilos de Antropologia. Campinas: Editora da Unicamp, 1995.

CARDOSO DE OLIVEIRA, R. “Antropologias periféricas versus antropologias centrais”; “A etnicidade como fator de estilo”. O trabalho do antropólogo. Brasília: Paralelo 15; São Paulo: Editora Unesp, 1998.

CRÉPEAU, R. “A antropologia indígena brasileira vista do Quebec: Uma proposta de pesquisa”. In: CARDOSO DE OLIVEIRA, Roberto & RUBEN, Guilhermo Raul (orgs.). Estilos de Antropologia. Campinas: Editora da Unicamp, 1995.

DUMONT, L. O individualismo: Uma perspectiva antropológica da ideologia moderna. Tradução de Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Rocco, 1993.

DYCK, N. Cultures, Communities and Claims: Anthropology and Native Studies in Canada. Canadian Ethnic Studies, XXII, 3, 1990.

DYCK, N. & WALDRAM, J. Anthropology, Public Policy and Native Peoples in Canada. Montreal: McGill University Press, 1993.

GEERTZ, C. O saber local: Novos ensaios em antropologia interpretativa. 2ª edição. Petrópolis: Vozes, 1999.

GOLD, G. & TREMBLAY, M-A. “Steps toward an anthropology of Quebec 1960-1980”. In: MANNING, F. (ed.). Consciousness and Inquiry: Ethnology and Canadian Realities. Ottawa: National Museums of Canada, 1983.

GUBER, R. “ ‘Antropología Social’: Una categoría nativa de la diáspora antropológica argentina”. Anuário Antropológico/2000-2001. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

KROTZ, E. “Anthropologies of the South: Their rise, their silencing, their characteristics”. Critique of Anthropology 17 (3), 1997.

KUHN, T. "Posfácio". A Estrutura das Revoluções Científicas. São Paulo: Editora Perspectiva, 1975.

LARAIA, R. B. “Etnologia Indígena Brasileira: Um breve levantamento”. In: ZARUR, G. C. L. (org.). A Antropologia na América Latina. México: IPGH, 1990.

LIMA, R. K. A Antropologia da Academia: Quando os índios somos nós. Petrópolis: Vozes, 1985.

LOMNITZ, C. “A antropologia entre fronteiras: dialética de uma tradição nacional (México)”. In: L’ÉSTOILE, BENOÎT, SIGAUD, Lygia (orgs.). Antropologia, Impérios e Estados Nacionais. Rio de Janeiro: Relume Dumará/FAPERJ, 2002.

MELATTI, J. C. “A Etnologia das populações indígenas do Brasil, nas duas últimas décadas”. Anuário Antropológico 80, 1982.

PEIRANO, M. “Desterrados e exilados: Antropologia no Brasil e na Índia”. In: CARDOSO DE OLIVEIRA, Roberto & RUBEN, Guilhermo Raul (orgs.). Estilos de Antropologia. Campinas: Editora da Unicamp, 1995.

PEIRANO, M.G.S. “A alteridade em contexto: A antropologia como Ciência Social no Brasil”. Série Antropologia 255. Brasília: DAN/UnB, 1999.

PEIRANO, M.G.S. “The Anthropology of Anthropology: The Brazilian Case”. Série Antropologia n.º 110. Brasília: DAN/UnB, 1991.A construção do campo etnográfico no Brasil: Uma introdução.

RAMOS, A.R. “Ethnology Brazilian Style”. Cultural Anthropology 5(4), November, 1990.

SANGREN, S. “Anthropology of Anthropology? Further Reflections on Reflexivity”. Anthropology Today, Vol. 23, n.º4, August 2007.

SIMARD, J-J. La Réduction: L’Autochtone inventé et les Amérindiens d’aujourd’hui. Québec: Septentrion, 2003.

TEÓFILO DA SILVA, C. “A rotinização brasiliense de um cisma etnológico: A propósito de uma etnologia brasileira”. In: Gustavo Lins Ribeiro; Ana Maria Fernandes; Carlos Benedito Martins; Wilson Trajano Filho. (Org.). As ciências sociais no mundo contemporâneo: revisões e prospecções. Brasília: Letras Livres/Editora UnB, 2011, v. 1, p. 33-45.

TREMBLAY, M-A. Les études québécoises en sciences sociales sur les peuples autochtones du Nord 1960-1989: Conditions socio-historiques de production et profil thématique. Québec, Document de recherche nº 10, Laboratoire d’anthropologie, Université Laval, 1993.

VELHO, O. G.. “Antropologia para sueco ver”. Dados-Revista de Ciências Sociais, Vol. 23, n.1, 1980.

VESSURI, H. “Estilos nacionais da antropologia? Reflexões a partir da sociologia da ciência”. In: CARDOSO DE OLIVEIRA, R. & RUBEN, G. R. (orgs.). Estilos de Antropologia. Campinas: Editora da Unicamp, 1995.

VIVEIROS DE CASTRO, E. “Etnologia Brasileira”. BIB-O quer ler na Ciência Social Brasileira (1970-1995)a. São Paulo: Ed. Sumaré, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.15210/interfaces.v14i2.6758

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN eletrônico: 1984-5677

ISSN impresso: 1519-0994