Cartografando conexões entre as políticas públicas para diversidade cultural no Brasil e no Canadá

Cleusa Maria Gomes Graebin

Resumo


À luz da abordagem das “histórias conectadas”, da história cultural e considerando os conceitos de jogos e nós de memória de Gerard Bouchard, reflete-se sobre o cenário das políticas públicas para a diversidade cultural no Brasil e no Canadá. Também, analisam-se as experiências brasileiras e canadenses mais recentes, argumentando sobre as complexidades enfrentadas nos dois países em se tratando desse tema. 

Palavras-chave


Diversidades culturais; Memória social; Políticas públicas; Brasil e Canadá

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, J. C. de. O descobrimento do Brasil. Rio de Janeiro: Anuário do Brasil, 1929.

ANDRÉ, M. da C. O ser negro: a construção de subjetividades em afro-brasileiros. Brasília: LGE, 2008.

ANICO, M.; PERALTA, E. As políticas culturais autárquicas num contexto de glocalização: processos e dinâmicas do patrimônio em Ílhavo e em Loures. VIII Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais: a questão social do novo milênio, Coimbra, 16-18 set. 2004.. Disponível em: . Acesso em: 6 jan. 2013.

ARAGÃO, G.; PEDRÃO, F. Análise comparativa Brasil-Canadá: possibilidades de cooperação. XI Congresso Internacional da ABECAN: 20 anos de interfaces Brasil-Canadá, Salvador, 24-26 out. 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2014.

BARROS, J. M. Cultura, diversidade e os desafios do desenvolvimento humano. In: _________. (Org.). Diversidade cultural: da proteção à promoção. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

BARROS, R. P.; MENDONÇA, R. S. Diferenças entre discriminação racial e por gênero e o desenho de políticas antidiscriminatórias. Estudos Feministas, n. 1, p. 183-193, 1996. Disponível em: ‎. Acesso em: 16 mar. 2014.

BEAUCHEMIN, J. O que é ser quebequense: entre a preservação de si e a abertura ao outro. In: GAGNON, A.-G. (Org.). Quebec: Estado e Sociedade. Tradução de Zilá Bernd. Porto Alegre: UFRGS, 2003. p. 19-38.

BERND, Z. Em busca dos rastros perdidos da memória ancestral: um estudo de “Um defeito de cor”, de Ana Maria Gonçalves. Estudos de literatura brasileira contemporânea, Brasília, n. 40, p. 29-42, jul.-dez. 2012. Disponível em: .

BOLAÑOS, A. G. D.; BERND, Z. (Org.). Dicionários das mobilidades culturais: percursos americanos. Porto Alegre: Literalis, 2010.

BOUCHARD, G. Jogos e nós de memórias: a invenção da memória longa nas nações do novo mundo. In: LOPES, C. G. et al. (Org.). Memória e cultura: perspectivas transdisciplinares. Canoas, RS: Salles, 2009.

BOUCHARD, G.; LAMONDE, Y. (Org.). La nation dans tous ses états: le Québec en comparaison. Paris: Gallimard, 1997.

BOUCHARD, M.; LÉVESQUE, B.; ST-PIERRE, J. Modèle québécois de développement et gouvernance: entre le partenariat et le néolibéralisme? Montréal: Cahiers du Centre de recherche sur les innovations sociales (CRISES) (ET0505), 2005. Disponível em: . Acesso em: mar. 2014.

CERQUEDA, S. B.; RAMOS, A. R. O Quebec e as fronteiras da identidade. Canadart XII, Salvador, UNEB, v. 12, p. 7-22, 2004.

COSTA, P. Verso un'ontologia dell’umano: antropologia e antropologia filosofica in Charles Taylor. Milano: Unicopli, 2001.

DIEHL, A. A. A cultura historiográfica brasileira: do IHGB aos anos 1930. Passo Fundo: Ediupf, 1998.

DION, L. Une Identité Incertaine. 1995. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2014.

FLERAS, A.; ELLIOT, J. L. Multiculturalism in Canada: the challenge of diversity. Nelson Canada: Scarborough, 1982.

FONTILLE, B.; IMBERT, P. (Org.). Trans, multi, inter culturalité, trans, multi, interdiscplinarité. Québec: Presses de l’Université Laval, 2012. (Collection L’Espace Public).

GOMES, N. L. Diversidade étnico-racial e a educação brasileira. In: BARROS, J. M. (Org.). Diversidade cultural: da proteção à promoção. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

GONDAR, J.; DODEBEI, V. O que é memória social? Rio de Janeiro: Contra Capa/PPG em memória Social Unirio, 2005.

GONTIJO, R. Identidade nacional e ensino de história: a diversidade como “patrimônio sociocultural”. In: ABREU, M.; SOIHET, R. Ensino de história: conceitos, temáticas e metodologia. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003.

GRUZINSKI, S. Os mundos misturados da monarquia católica e outras “connected histories”. Topoi, Rio de Janeiro, v. 2, p.176-195, jan.-jun. 2001. Disponível em: .

GUSMÃO, N. M. M. de. Linguagem, cultura e alteridade: imagens do outro. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 107, jul. 1999. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2014.

LE GOFF, J. História e memória. Campinas: Unicamp, 1990.

LOPES, A. M. D. Da coexistência à convivência com o outro: entre o multiculturalismo e a interculturalidade. Rev. Inter. Mob. Hum, Brasília, Ano XX, n. 38, p. 67-81, jan.-jun. 2012. Disponível em: . Acesso em: 3 mar. 2014.

MACLURE, J. Narrativas e contranarrativas identitárias no Quebec. In: GAGNON, A.-G. (Org.). Quebec: Estado e Sociedade. Tradução de Carla Müller. Porto Alegre: UFRGS, 2003. p. 39-60.

MAIA, A. C. Diversidade cultural, identidade nacional brasileira e os seus desafios contemporâneos. Disponível em: . Acesso em: 19 jan. 2014.

______. Diversidade cultural, identidade nacional brasileira e patriotismo constitucional. [200-]. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2014.

MOEHLECKE, S. As políticas de diversidade na educação no governo Lula. Cadernos de Pesquisa, v. 39, n. 137, maio/ago. 2009. Disponível em: . Acesso em: 12 dez. 2013.

MOREIRA, A. F. B. A recente produção científica sobre currículo e multiculturalismo no Brasil (1995-2000): avanços, desafios e tensões. Revista Brasileira de Educação, n. 18, set.-dez. 2001. Disponível em: . Acesso em: 16 out. 2013.

NASCIMENTO, E. L. O sortilégio da cor: identidade, raça e gênero no Brasil. São Paulo: Selo Negro, 2003.

ODÁLIA, N. As formas do mesmo: ensaios sobre o pensamento historiográfico de Varnhagen e Oliveira Vianna. São Paulo: Unesp, 1997.

PESAVENTO, S. J. História e História Cultural. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

REIS, J. C. As identidades do Brasil: de Varnhagen a FHC. Rio de Janeiro: FGV, 2007.

RUBIM, A. A. C. Políticas culturais no Brasil. Salvador: EDUFBA, 2007.

SALÉE, D. O Estado quebequense e a questão autóctone. In: GAGNON, A.-G. (Org.). Quebec: Estado e Sociedade. Tradução de Zilá Bernd. Porto Alegre: UFRGS, 2003. p. 119-150.

SANTOS, J. Políticas Culturais do Quebec; prioridades e desafios. Monografia de conclusão de Curso de Jornalismo. Faculdade de Comunicação, UFBA, Salvador, 2009. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2014.

SANTOS, M. de O. A noção de identidade e seu uso nos estudos migratórios. Rev. Inter. Mob. Hum, Brasília, ano XVIII, n. 34, p. 27-43, jan.-jun. 2010. Disponível em: . Acesso em: 21 out. 2013.

SOUSA SANTOS, B. de. A crítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

______. Por que é tão difícil construir uma teoria crítica? Revista Crítica de Ciências Sociais, Coimbra, Portugal, n. 54, jun. 1999. Disponível em: . Acesso em: 11 jan. 2013.

STEVENSON, G. O Quebec anglófono: uma história política. In: GAGNON, A.-G. (Org.). Quebec: Estado e Sociedade. Tradução de Mariana Lustosa. Porto Alegre: UFRGS, 2003. p. 399-419.

SUBRAHMANYAM, S. Connected Histories: notes towards a reconfiguration of early modern Eurásia. Modern Asian Studies. Special issue: the eurasian context the early modern history of Mainland South East Ásia, 1400-1800. v. 31, n. 3, (jul. 1997). USA: Cambridge University Press, 1997. p. 735-762. Disponível em: . Acesso em: 21 jan. 2013.

TAYLOR, C. Argumentos filosóficos. São Paulo: Loyola, 2000.

______. Multiculturalismo. Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

______. Rapprocher les solitudes: Écrits sur le fédéralisme et le nationalisme au Canada. Sainte-Foy: Guy Laforest, Les Presses de l'Université Laval, 1992.

______. The Ethics of Authenticity. Cambridge: Harvard University Press, 1991.

THÉRIAULT, J. Y. L'américanité contre l'américanisation: l'impasse de la nouvelle identité québécoise. Interfaces Brasil/Canadá, n. 2, p. 27-36, 2002. Porto Alegre: UFRGS/ABECAN, 2002. Disponível em: . Acesso em: 27 mar. 2014.

TOURAINE, A. Iguais e diferentes: poderemos viver juntos? Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

VARNHAGEN, F. A. de. História geral do Brasil: antes da sua separação e independência de Portugal. 10. ed. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: USP, 1981.

WEHLING, A.; WEHLING, M. J. C. M. de. Formação do Brasil Colonial. São Paulo: Nova Fronteira, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.15210/interfaces.v14i1.6787

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN eletrônico: 1984-5677

ISSN impresso: 1519-0994