FIGUEIREDO, E. Mulheres ao espelho: autobiografia, ficção, autoficção. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2013. 246 p

Luciano Passos Moraes

Resumo


Um dos nomes de destaque na crítica contemporânea acerca das escritas de si, a pesquisadora debruça-se nessa recente publicação sobre obras de diversas autoras brasileiras, francesas e quebequenses para discutir o espaço atual da escrita íntima. Transbordando os limites entre ficção e autobiografia, as obras elencadas são trazidas à tona em estilo fluido através de análises contundentes, contribuindo para a conceitualização de autoficção sem deixar de lado outras formas de escritas de si ainda pouco exploradas pela crítica no Brasil. A perspectiva comparatista que permeia a obra permite que se revelem os entrecruzamentos entre as literaturas produzidas na França, no Quebec e no Brasil. Colocando lado a lado a escrita literária com outras formas de arte, a obra mostra-se fundamental para tais debates na atualidade.

Palavras-chave


escritas de si; autobiografia; autoficção

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/interfaces.v14i1.6799

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN eletrônico: 1984-5677

ISSN impresso: 1519-0994