Poéticas da oralidade Sertão/Quebec: cinema e transculturalidade americana

Claudio Cledson Novaes

Resumo


Analisamos o filme documentário L’Oumigmag, ou l’objectif documentaire (1993), e o desenho animado Boi Aruá (1984), dirigidos, respectivamente, pelo cineasta e poeta canadense Pierre Perrault e por Chico Liberato, artista plástico e cineasta de animação brasileiro. O objetivo é problematizar a transparência e a opacidade da linguagem nos discursos fílmicos, discutindo como eles deconstroem a concepção de realidade local a partir de representação focada na poética da oralidade, agenciando os traços transculturais dos territórios identitários do Quebec-Sertão.

Palavras-chave


Cinema; documentário; animação; oralidade; sertão; Quebec

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/interfaces.v13i2.7255

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN eletrônico: 1984-5677

ISSN impresso: 1519-0994