Boas práticas para aspiração de vias aéreas de pacientes em terapia intensiva / Best practices for airway aspiration of intensive care patients

  • Josefine Busanello Universidade Federal do Pampa
  • Jenifer Härter Universidade Federal do Pampa
  • Caroline Monteiro Bittencourt Universidade Federal do Pampa
  • Thaynan Silveira Cabral Universidade Federal do Pampa
  • Natália Pinto Silveira Universidade Federal do Pampa
Palavras-chave: Enfermagem, Cuidados de enfermagem, Sucção, Unidades de terapia intensiva

Resumo

Objetivo: identificar boas práticas de cuidados para aspiração das vias aéreas de pacientes adultos, implementadas por profissionais de Enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva. Método: estudo qualitativo, do tipo exploratório-descritivo, desenvolvido com 28 profissionais de Enfermagem em unidade de terapia intensiva adulto no sul do Brasil, por meio de entrevista semiestruturada e análise temática dos dados. Resultados: as boas práticas para a aspiração das vias aéreas foram configuradas em cinco categorias Critérios utilizados para definir a necessidade de aspiração; Biossegurança na aspiração das vias aéreas; Cuidados no procedimento de aspiração; Cuidados após o procedimento de aspiração; e Dificuldades encontradas pelos profissionais de enfermagem no procedimento. Conclusões: as boas práticas para a aspiração de vias aéreas estão relacionadas com a avaliação do paciente para identificar a necessidade do procedimento, monitorar complicações durante e após o procedimento e garantir o melhor resultado clínico.

Biografia do Autor

Josefine Busanello, Universidade Federal do Pampa
Enfermeira. Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande. Professora Adjunta do Curso de Enfermagem da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Campus Uruguaiana/RS. Líder do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Cuidados Intensivos (LACIN). Coordenadora da pesquisa.
Jenifer Härter, Universidade Federal do Pampa
Enfermeira. Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Coordenadora do Curso de Enfermagem da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Campus Uruguaiana/RS.
Caroline Monteiro Bittencourt, Universidade Federal do Pampa
Enfermeira.  Residente do Programa de Residência Integrada Multiprofissional em Urgência e Emergência da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Campus Uruguaiana/RS. Integrante do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Cuidados Intensivos (LACIN).
Thaynan Silveira Cabral, Universidade Federal do Pampa
Acadêmica do curso de enfermagem da Universidade Federal do Pampa. Integrante do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Cuidados Intensivos (LACIN).
Natália Pinto Silveira, Universidade Federal do Pampa
Acadêmica do curso de enfermagem da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Campus Uruguaiana/RS. Integrante do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Cuidados Intensivos (LACIN).
Publicado
2021-01-06
Como Citar
1.
Busanello J, Härter J, Bittencourt CM, Cabral TS, Silveira NP. Boas práticas para aspiração de vias aéreas de pacientes em terapia intensiva / Best practices for airway aspiration of intensive care patients. J. nurs. health. [Internet]. 6º de janeiro de 2021 [citado 28º de maio de 2024];11(1). Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/19127
Seção
Artigos Originais/ Original Articles