Avaliação do nível de estresse em acadêmicos de enfermagem de uma universidade pública / Stress level assessment in nursing students of a public university

Palavras-chave: Estresse Psicológico, Estudantes de enfermagem, Enfermagem

Resumo

Objetivo: avaliar o estresse em acadêmicos de enfermagem de uma universidade pública, identificando seu nível, comparando-o entre diferentes períodos e verificando correlação entre variáveis socioeconômicas. Método: estudo transversal, com 93 acadêmicos de 128, selecionados por conveniência. Dados coletados em dezembro de 2019, com instrumento socioeconômico e Escala de Avaliação de Estresse em Estudantes de Enfermagem. Análise feita com testes de Qui-quadrado, exato de Fisher, Análise de Variância e Scott-Knott, 5% de significância. Resultados: predominou o nível médio de estresse (63,44%). Morar em república foi associado aos escores alto e médio de estresse comparado a morar com família (P=0,04). Nunca ter trabalhado foi associado aos escores altos de estresse.  Concluintes apresentaram nível muito alto de estresse em “Formação Profissional” (13,71) e nível alto de estresse em “Realização das Atividades Práticas” (13) e “Comunicação Profissional” (7,28). Conclusão: a avaliação indica necessidade de intervenções sociais e na formação profissional.

Biografia do Autor

Gabriela Rodrigues dos Santos Alves, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS (UNIFAL-MG)
Enfermeira graduada pela Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas - MG.
Eric Batista Ferreira, Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)
Matemático, Professor Associado do Departamento de Estatística da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)
Cristiane Aparecida Silveira Monteiro, Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)
Enfermeira, Mestre e Doutora em Enfermagem pela Universidade de São Paulo. Docente Adjunta do Curso de Enfermagem e da Residência em Enfermagem Obstétrica e do Programa de Pós Graduação em Enfermagem  Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG).
Maria Betânia Tinti de Andrade, Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)
Enfermeira, Mestre pela Universidade Federal de Minas Gerais e Doutora em Enfermagem pela Universidade de São Paulo. Docente Associada do Curso de Enfermagem e Diretora da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG).
Mariane Inaraí Alves, Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)
Enfermeira. Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós Grauação em Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)
Vânia Regina Bressan, Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG).
Enfermeira. Mestre em Enfermagem pela Universidade de São Paulo, Doutora em Ciências pela Escola Paulista de Enfermagem da UNIFESP. Docente Adjunta do Curso de Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG).
Simone Albino da Silva, Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)
Enfermeira, Mestre em Administração e Desenvolvimento Organizacional pela CNEC, Doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo. Docente adjunta do Curso de Enfermagem, da Residencia Multiprofissional em Saúde da Família e do Programa de Pós Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG).
Publicado
2021-07-15
Como Citar
1.
Alves GR dos S, Ferreira EB, Monteiro CAS, de Andrade MBT, Alves MI, Bressan VR, da Silva SA. Avaliação do nível de estresse em acadêmicos de enfermagem de uma universidade pública / Stress level assessment in nursing students of a public university. J. nurs. health. [Internet]. 15º de julho de 2021 [citado 23º de junho de 2024];11(2). Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/19389
Seção
Artigos Originais/ Original Articles