Conhecimento popular e utilização das práticas integrativas e complementares na perspectiva das enfermeiras / Popular knowledge and use of integrative and complementary practices at the perspective of nurse

Palavras-chave: Atenção primária à saúde, Medicina tradicional, Enfermagem, Terapias complementares

Resumo

Objetivo: analisar o conhecimento dos enfermeiros da Atenção Primária em Saúde sobre as Práticas Integrativas e Complementares em saúde e sua utilização. Método: estudo descritivo, exploratório com abordagem qualitativa. As participantes foram 10 enfermeiras que trabalham em unidades básicas de saúde no interior de Goiás. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista semiestruturada, no período de agosto a dezembro de 2015. Para análise dos dados utilizou análise temática de Bardin. Resultados: as entrevistas evidenciaram a importância que as Práticas Integrativas e práticas populares em saúde exercem na comunidade, ressaltando o uso de plantas medicinais/fitoterapia e cromoterapia. Foi evidenciado que os idosos são os principais praticantes. Conclusões: percebeu-se que as enfermeiras conheciam algumas práticas, seus benefícios, obtiveram experiências advindas dos usuários, contudo, encontrou-se barreiras na comunicação e no vínculo, resultando na ausência de trocas de saberes das diferentes formas de fazer saúde. 

Biografia do Autor

Priscila Gomes Martins, Universidade Federal de Goiás Complexo Hospitalar São Nicolau
Enfermeira pela Universidade Federal de Goiás, Especialista em Nefrologia pela Unyleya e Supervisora do Setor de Hemodiálise do Complexo Hospitalar São Nicolau de Catalão-GO.
Rubia Sousa Brito, Universidade Federal de Goiás
Graduada em Enfermagem Bacharel pela Universidade Federal de Goiás.
Pollyane da Costa Matos dos Santos, Universidade Federal de Goiás
Graduada em Enfermagem Bacharel pela Universidade Federal de Goiás. Atuou na Maternidade do Complexo Hospitalar São Nicolau.
Carolina Rodrigues Laverde, Universidade Federal de Goiás. SeSENAI
Graduada em Enfermagem Bacharel pela Universidade Federal de Goiás. Atuou na ala geriátria do Hospital São Nicolau. Atualmente é docente adjunta do SENAI.
Nunila Ferreira de Oliveira, Universidade Federal de Goiás Universidade de São Paulo/USP Instituto Gregório Baremblitt
Enfermeira, graduada pela Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás (2008), Mestrado em Ciências (2010 - Programa de Pós-graduação em Enfermagem Psiquiátrica ) e Doutorado em Ciências (2014 - Programa de Pós-graduação em Enfermagem em Saúde Pública), pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - EERP/USP. Especialista em Análise Institucional, Esquizoanálise e Esquizodrama: Clínica de Indivíduos, Grupos, Organizações e Redes Sociais pelo Instituto Gregório Baremblitt (2012). Atualmente professora Adjunto C do curso de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás - Regional Catalão. Experiência na área de Enfermagem, com ênfase em atenção primária à saúde, condições crônicas e processo de cuidado.
Calíope Pilger, Universidade Federal de Catalão - UFCAT
Enfermeira. Doutora em Ciências. Docente do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Catalão -  UFCAT. 
Publicado
2021-08-03
Como Citar
1.
Martins PG, Brito RS, Matos dos Santos P da C, Laverde CR, de Oliveira NF, Pilger C. Conhecimento popular e utilização das práticas integrativas e complementares na perspectiva das enfermeiras / Popular knowledge and use of integrative and complementary practices at the perspective of nurse. J. nurs. health. [Internet]. 3º de agosto de 2021 [citado 29º de maio de 2024];11(2). Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/19495
Seção
Artigos Originais/ Original Articles