Prevalência de diabéticos, hipertensos e atividade física em Porto Alegre, Rio Grande do Sul / Prevalence of diabetic, hypertensive, and physical activity in Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Palavras-chave: Exercício físico, Diabetes mellitus, Hipertensão, Estudos transversais, Prevalência

Resumo

Objetivo: identificar a prevalência de diabéticos e hipertensos, a partir dos 18 anos, de acordo com perfil sociodemográfico e de prática de atividade física, no município de Porto Alegre, capital do Estado do Rio Grande do Sul. Método: estudo com dados da Vigilância de Fatores de Risco e proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico do ano de 2019, do tipo transversal, com análise bivariada. Resultados: dos 2.058 indivíduos, predominou o sexo feminino (65,5%), com mais de 60 anos (55,1%), escolaridade até o primeiro grau (31,2%) e que praticavam atividade física (93,4%). A prevalência de diabéticos foi de 279 (13,6%) e de hipertensos, 866 (42,1%). Idade, escolaridade, frequência e duração da atividade física foi associada à Hipertensão. E idade, e escolaridade, com Diabetes. Conclusão: houve alta prevalência de hipertensos e baixa frequência, na prática de atividade física.

Biografia do Autor

Fernanda de Castro Silveira, Universidade Federal de Pelotas
Nutricionista formada na UFPel, Mestrado em Saúde Pública na FURG e Doutoranda em Enfermagem/UFPEL.
Eduardo Soldera Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande
Formado em Educação Fisíca na UFPEL e Mestrando em Enfermagem/FURG.
Publicado
2021-12-28
Como Citar
1.
Silveira F de C, Oliveira ES. Prevalência de diabéticos, hipertensos e atividade física em Porto Alegre, Rio Grande do Sul / Prevalence of diabetic, hypertensive, and physical activity in Porto Alegre, Rio Grande do Sul. J. nurs. health. [Internet]. 28º de dezembro de 2021 [citado 25º de maio de 2024];12(1). Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/20858
Seção
Artigos Originais/ Original Articles