Saúde mental na segunda onda da pandemia de Coronavirus Disease 2019 no Brasil / Mental health in the second wave of the Coronavirus Disease 2019 pandemic in Brazil

Palavras-chave: Saúde mental, COVID-19, Sofrimento psicológico, Fadiga, Coronavirus

Resumo

Objetivo: identificar preditores de distress e fadiga em brasileiros na segunda onda de Coronavirus Disease 2019, observando marcadores político-identitários. Método: foi realizado um survey online com 1.328 respondentes brasileiros, com questionário socio-identitário, questionários sobre efeitos psicossociais da pandemia e escalas padronizadas para avaliar distress, fadiga, autoritarismo e conservadorismo. Resultados: foram encontradas diferenças significativas (através de análise de variância e testes t) acerca da saúde mental com relação a orientação sexual, gênero, identificação étnico-racial, orientação política, autoritarismo, conservadorismo, importância dada à religiosidade e tamanho da cidade de moradia. As regressões lineares realizadas destacaram que os problemas associados a pandemia, como uso de substâncias psicoativas e problemas com o peso, desempenham papel importante para saúde mental, juntamente com a afetação emocional provocada pela pandemia. Conclusões: os problemas associados à pandemia, a afetação emocional e os marcadores político-identitários são fundamentais para a compreensão e atuação acerca da saúde mental da população nesse contexto.

Biografia do Autor

Mozer de Miranda Ramos, Universidade Federal de Sergipe
Mestre (2019) e doutorando em Psicologia pela Universidade Federal de Sergipe com período de mobilidade acadêmica na PUCRS. Graduado em Psicologia (2016).
Elder Cerqueira-Santos, Universidade Federal de Sergipe
Pós-Doutorado pela University of Toronto (Canada), Doutor em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul / University of Nebraska - USA (2008) e Mestre em Psicologia do Desenvolvimento pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004). Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Sergipe (2000). Professor do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Sergipe e colaborador do PPG Psicologia da Universidade de Fortaleza.
Rodrigo de Oliveira Machado, Universidade Federal de Sergipe
Psicólogo formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Mestre em Psicologia Social pelo Programa de Pós Graduação em Psicologia da PUCRS (bolsista CNPQ). Doutor pelo Programa Persona y Sociedad en el Mundo Contemporâneo no Departamento de Psicologia Social da Universitat Autònoma de Barcelona (UAB) (bolsista Capes/Doutorado Pleno). Pós-doutorando pela Universidade Federal de Sergipe.
Publicado
2022-02-11
Como Citar
1.
Ramos M de M, Cerqueira-Santos E, Machado R de O. Saúde mental na segunda onda da pandemia de Coronavirus Disease 2019 no Brasil / Mental health in the second wave of the Coronavirus Disease 2019 pandemic in Brazil. J. nurs. health. [Internet]. 11º de fevereiro de 2022 [citado 24º de maio de 2024];12(1). Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/21925
Seção
Artigos Originais/ Original Articles