Publicação de Dossiê: No ar o novo Dossiê: As vias qualitativas da indagação social

É com satisfação que a Revista Novos Rumos Sociológicos (NORUS), do Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), em seu décimo terceiro número, publica o Dossiê "As vias qualitativas da indagação social”. O dossiê é organizado por: Angelica de Sena professora na Universidad Nacional de La Matanza (UNLaM)e na Universidad de Buenos Aires (UBA). Pesquisadora na UNLaM, no Instituto Gino Germani da Facultad de Ciencias Sociales (UBA) e no Centro de Investigaciones y Estudios Sociológicos (CIES), na Argentina; e, por Lorena Gill professora titular do Instituto de Ciências Humanas da Universidade Federal de Pelotas, com atuação, entre outras, no Programa de Pós-Graduação em Sociologia e no Programa de Pós-Graduação em História, da referida instituição.
O objetivo deste dossiê consiste em promover discussões metodológicas sobre os percursos para a construção do conhecimento. Especificamente, trata-se de contribuições que versam a respeito de abordagens qualitativas, a partir de diferentes perspectivas de análise. No conjunto, contamos com cinco artigos de pesquisadores argentinos e brasileiros, e uma tradução de um artigo elaborado pelo sociólogo argentino Adrián Scribano e por Angelica de Sena (uma das organizadoras do dossiê).
 
A presente edição também é composta por cinco artigos submetidos ao fluxo contínuo, um indicativo de que a NORUS vem se consolidando como espaço de interesse de pesquisadores das Ciências Sociais. Esses artigos abordam questões ligadas a temáticas diversas, tais como: a estruturação e agência das mulheres na inserção no mercado de trabalho; o debate conceitual sobre a categoria gênero e a divisão sexual do trabalho; a rede social e o ativismo de esquerda como forma de resistência; às políticas de sensibilização como novas maneiras de mobilizar o corpo do trabalhador e suas emoções, acentuando a dimensão da exploração; e o grupo de ajuda mútua Alcoólicos Anônimos que, transitando entre as categorias do tradicional e do moderno, proporciona a inclusão de indivíduos.
A edição conta com uma resenha intitulada: “A noção de beleza na sociedade dos likes: imaginação, fantasia e consumo nas redes sociais digitais” feita por Julio Marinho Ferreira sobre o livro “A salvação do belo”, de autoria de Byung-Chul Han, publicado em 2019, pela editora Vozes.

Agradecemos às autoras e aos autores pela generosa variedade de aportes teóricos e empíricos que integraram o presente número. Ademais, estendemos nossos agradecimentos à equipe de pareceristas que contribuiu para a qualidade do trabalho, fundamental para a realização deste número da revista Novos Rumos Sociológicos (NORUS).
Desejamos uma boa leitura!