A noção de beleza na sociedade dos likes: imaginação, fantasia e consumo nas redes sociais digitais

Julio Marinho Ferreira

Resumo


O filósofo sul-coreano, radicado na Alemanha, Byung-Chul Han, país onde leciona filosofia e estudos culturais, é um importante teórico das transformações de nossa sociedade altamente tecnológica, principalmente ao que tange aos usos do privado em contextos de exposição e de consumo exagerado, ambiente nos quais as redes sociais virtuais se tornaram um marcante retrato do contemporâneo. Nesse sentido, Han, tece uma original análise acerca dos usos da beleza, articulando elementos de filosofia, de estética, de política, da pornografia, entre outros, já que todos esses aspectos são marcantes nas relações humanas e sociais, além de servir de guia ao principal de sua discussão, o belo, presente, principalmente, nos contextos interativos do virtual e do digital. Assim, ao tratar de uma “salvação do belo”, como o título de seu ensaio aponta, Han nos olha e pergunta o que seria esse belo e como salvá-lo?


Texto completo:

PDF

Referências


HAN, Byung-Chul. A salvação do belo. Petrópolis/RJ: Vozes, 2019, 126p.




DOI: https://doi.org/10.15210/norus.v8i13.18813

Direitos autorais 2020 Autor e Revista

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2318-1966 

Indexadores nacionais: Sumários.orgDiadorimGoogle Scholar

Indexadores internacionais: Bibliothek Universitat Hamburg;Citeulike; DOAJLatindex; Mendeley; REDIB; Research Gate; ROAD; WorldCat

 

Apoio: