A procura por uma nova teoria da subjetividade em Wilhelm Dilthey mediante a tarefa de fundamentação das Ciências do Espírito

Guilherme José Santini

Resumo


O psicologismo é um tópico na História da Filosofia alemã do século XIX. A tese sobre a qual se sustenta o psicologismo é a tese do princípio de imanência como ponto de partida para uma fundamentação epistemológica do conhecimento. Concentrar-nos-emos em apenas um dos filósofos que farão essa abordagem nesse viés, o filósofo alemão Wilhelm Dilthey, conhecido como referência da chamada Filosofia da Vida (Lebensphilosophie). Com efeito, em busca de uma resposta para a pergunta sobre as condições de possibilidade do conhecimento histórico, Dilthey defendeu a postulação do princípio de imanência como ponto de partida para uma nova teoria da subjetividade que viesse a embasar uma nova Teoria do Conhecimento e concorrer para um método alternativo ao das Psicologias Explicativas baseadas em pressupostos materialistas. O nosso interesse se dirige à investigação da importância da posição desse princípio no projeto diltheyano da chamada Crítica da Razão Histórica, que constitui um capítulo da história da transição da Filosofia Moderna para a Filosofia Contemporânea, marcada pelo surgimento de novas teorias da subjetividade.


Palavras-chave


Teoria da Subjetividade; Wilhelm Dilthey; Origens da Filosofia Contemporânea.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/dissertatio.v47i0.13319

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários




________________________________________________________________________

DISSERTATIO Revista de Filosofia

Universidade Federal de Pelotas - UFPel | Instituto de Filosofia, Sociologia e Política

Departamento de Filosofia | Programa de Pós-Graduação em Filosofia

Caixa Postal 354 | CEP 96001-970 | Pelotas, RS | Brasil


FILOSOFIA/TEOLOGIA: subcomissão FILOSOFIA

Licença Creative Commons
Revista licenciada pela Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. Com esta licença os leitores podem copiar e compartilhar o conteúdo dos artigos em qualquer meio ou formato, desde que o autor seja devidamente citado.


Indexadores:

      

Diretórios:

    

Associações: