Kierkegaard´s Epistemological Impasse: Subjective Thinker and Reality of Thought

Gabriel Ferreira

Resumo


Kierkegaard é geralmente lido como um defensor de algum tipo de relativismo devido às suas frequentes afirmações sobre a subjetividade. No entanto, se nos aprofundarmos em suas obras, é possível ver que sua posição é muito mais intrigante. Na realidade, se é verdade que o conceito de subjetividade desempenha um papel central em seu pensamento, também é verdade que o filósofo dinamarquês não endossa uma visão relativista do conhecimento, mas defende uma compreensão realista da natureza de certos tipos. de pensamentos. Consequentemente, o que emerge da relação necessária entre existência e pensamento é filosoficamente mais sofisticado do que a visão que poderíamos chamar de "leitura padrão" das posições epistemológicas de Kierkegaard. Neste artigo, pretendo mostrar que as reflexões de Kierkegaard sobre o conhecimento abrangem um impasse de ordem superior que não é resolvido pela divisão padrão entre conhecimento "objetivo-não essencial" e "subjetivo-essencial". Não obstante, esse impasse abre novas perspectivas sobre o assunto.


Palavras-chave


Kierkegaard; Epistemologia; Subjetividade; Objetividade; Filosofia do 19º Século.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.15210/dissertatio.v52i0.14589

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




________________________________________________________________________

DISSERTATIO Revista de Filosofia

Universidade Federal de Pelotas - UFPel | Instituto de Filosofia, Sociologia e Política

Departamento de Filosofia | Programa de Pós-Graduação em Filosofia

Caixa Postal 354 | CEP 96001-970 | Pelotas, RS | Brasil


FILOSOFIA/TEOLOGIA: subcomissão FILOSOFIA

Licença Creative Commons
Revista licenciada pela Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. Com esta licença os leitores podem copiar e compartilhar o conteúdo dos artigos em qualquer meio ou formato, desde que o autor seja devidamente citado.


Indexadores:

      

Diretórios:

    

Associações: