Precisão teórica e a constituição do explanandum apropriado em EN VII 3

Fernado Martins Mendonça

Resumo


O objetivo desse artigo é duplo: tentar esclarecer quais são as condições apresentadas em EN I que uma disciplina ou argumento deve cumprir para ser considerado preciso, e tentar mostrar que o exame da acrasia em EN VII 3 cumpre tais condições. Na primeira parte do texto, selecionarei passagens que apresentam tais condições e farei uma distinção entre precisão prática e precisão teórica. Na segunda parte, em que me dedicarei à análise dos sentidos em que se pode possuir conhecimento e não o utilizar em EN VII 3, mostrarei que Aristóteles tem como objetivo obter a formulação apropriada do explanandum que será objeto da investigação causal da acrasia. Minha conclusão será que os critérios de precisão apresentados na primeira parte do trabalho são cumpridos pelo procedimento aristotélico em EN VII 3.


Palavras-chave


Ética Aristotélica; Precisão; Acrasia; Método; Filosofia Antiga.

Texto completo:

PDF

Referências


Obras de Aristóteles.

BYWATER, I. Aristotelis Ethica Nicomachea. Oxford: Clarendon Press, 1894

ROSS, D. Aristotle’s Metaphysics, 2 vols. Texto rev., introd. e coment. Oxford:Clarendon Press, 1924.

ROSS, D. Aristotle’s Prior and Posterior Analytics. Oxford: Clarendon Press, 1949.

ROSS, D. Topica et Sophistici Elenchi. Oxford: Clarendon Press, 1958.

WALZER, R.; MINGAY, J. Aristotelis Ethica Eudemia. Oxford: Clarendon Press, 1991.

Traduções e bibliografia secundária.

ANGIONI, L. Aristóteles - Ética a Nicômaco Livro VI. Dissertatio, v. 34, p. 285–300, 2011a.

ANGIONI, L. Phronesis e virtude do caráter em Aristóteles: comentários a Ética a Nicômaco VI. Dissertatio, v. 34, p. 303–345, 2011b.

ANGIONI, L. Os Seis Requisitos das Premissas da Demonstração Científica em Aristóteles. Manuscrito – Rev. Int. Fil., Campinas, v. 35, n. 1, p. 7-60, jan.-jun. 2012.

ANGIONI, L. Demonstração, silogismo e causalidade. In: ANGIONI, L. (Org.). Lógica e ciência em Aristóteles. Campinas: Editora PHI, 2014.

BARNES, J. Aristotle and the methods of ethics. In: BONELLI, M. (Ed.). Method and Metaphysics: essays in Ancient Philosophy I. Oxford: Oxford University Press, 2011.

BERTI, E. O uso “científico” da dialética em Aristóteles. In: Novos Estudos Aristotélicos, V.1: Epistemologia, Lógica e dialética. São Paulo: LOYOLA, 2010.

CHARLES, D. Aristotle’s Philosophy of Action. London: Duckworth, 1984.

CHARLES, D. Nicomachean Ethics VII. 3: Varieties of acrasia. In: NATALI, C. (Ed.). Aristotle: Nicomachean Ethics, Book VII Symposium Aristotelicum. Oxford: Oxford University Press, 2009. p. 41–71.

DAHL, N. Practical Reason, Aristotle, and Weakness of the Will. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1984.

DEVEREUX, D. Scientific and ethical methods in Aristotle’s Eudemian and Nicomachean Ethics. In: HENRY, D., NIELSEN, K. M. Bridging the gap between Aristotle’s Science and Ethics. Cambridge: Cambridge University Press, 2015.

FEYNMAN, R. Está a brincar, Sr. Feynman. Lisboa: Grandiva, 1988.

GAUTHIER, R.; JOLIF, J. L’Ethique à Nicomaque (Tomo II vol. 1), Louvain-La-Neuve: Éditions Peeters, 2002.

IRWIN, T. Aristotle Nicomachean Ethics. Indianapolis: Hackett, 1999.

KARBOWSKI, J. Endoxa, facts, and the starting points of the Nicomachean Ethics In: HENRY, D., NIELSEN, K. M. Bridging the gap between Aristotle’s Science and Ethics. Cambridge: Cambridge University Press, 2015.

KRAUT, R. How to Justify Ethical Propositions: Aristotle’s Method. In: KRAUT, R. (Org.). The Blackwell Guide to Aristotle’s Nicomachean Ethics. Oxford: Blackwell Publishing, 2006.

LEAR, J. Aristotle: the desire to understand. Cambridge: Cambridge University Press, 1988.

LESHER, J.H. Saphêneia in Aristotle: ‘Clarity’, ‘Precision’, and ‘Knowledge’. Apeiron, 43(4), pp. 143-156, 2011.

MOSS, J. Aristotle on the Apparent Good: Perception, Phantasia, Thought & Desire. Oxford: Oxford University Press, 2012.

MUÑOZ, Alberto A. Liberdade e Causalidade: ação, responsabilidade e metafísica em Aristóteles. São Paulo: Discurso, 2002.

OWEN, G. E. L. Tithenai ta phainomena. In: NUSSBAUM, M. C. (Ed.). Logic, Science and Dialectic. New York: Cornell University Press, 1986. p. 239–251.

PRICE, A. W. Acrasia and Self-control. In: KRAUT, R. (Org.). The Blackwell guide to Aristotle’s Nicomachean Ethics. Oxford: Blackwell Publishing, 2006. p. 234–254.

REEVE, C. D. C. Aristotle Nicomachean Ethics. Indianapolis: Hackett Publishing, 2014.

ROSS, D. Aristotle: with an introduction by John L. Ackrill. London, New York: Routledge, 1995.

Scott, D. Levels of argument: a comparative study of Plato's Republic & Aristotle's Nicomachean Ethics. Oxford: Oxford University Press, 2015.

ZILLIG, R. O que é "verdadeiro, mas não esclarecedor" segundo a Ética Eudêmia. Archai, v. 20, p. 231–254, 2017.

ZILLIG, R. Dialética e o Método da Ética em Aristóteles. Journal of Ancient Philosophy. São Paulo, v.12, n.1. p. 129-172, 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.15210/dissertatio.v49i0.14844

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários




________________________________________________________________________

DISSERTATIO Revista de Filosofia

Universidade Federal de Pelotas - UFPel | Instituto de Filosofia, Sociologia e Política

Departamento de Filosofia | Programa de Pós-Graduação em Filosofia

Caixa Postal 354 | CEP 96001-970 | Pelotas, RS | Brasil


FILOSOFIA/TEOLOGIA: subcomissão FILOSOFIA

Licença Creative Commons
Revista licenciada pela Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. Com esta licença os leitores podem copiar e compartilhar o conteúdo dos artigos em qualquer meio ou formato, desde que o autor seja devidamente citado.


Indexadores:

      

Diretórios:

    

Associações: