Aspectos que dificultam o tratamento do adolescente usuário de crack na rede de atenção psicossocial

Juliane Portella Ribeiro, Giovana Calcagno Gomes, Marina Soares Mota, Karen Barcelos Lopes

Resumo


Objetivo: identificar os aspectos que dificultam o tratamento do adolescente usuário de crack na Rede de Atenção Psicossocial. Método: estudo exploratório e descritivo com abordagem qualitativa. Participaram 14 usuários, 11 familiares e 20 profissionais do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada e, posteriormente, submetidos a Análise Temática. Resultados: emergiram as temáticas: características e comportamento do adolescente; necessidade de adesão voluntária ao tratamento; inespecificidade das atividades terapêuticas do Centro para o tratamento de adolescentes; demora no atendimento no Centro; fissura; preconceito, rótulo e discriminação do usuário de droga; despreparo profissional para o trabalho com usuários de álcool e droga; e desestruturação familiar. Conclusões: salienta-se a importância de considerar as especificidades e instabilidades dessa faixa etária na organização do atendimento e na elaboração do plano terapêutico singular, de forma a favorecer sua adesão ao tratamento.


Palavras-chave


Adolescente; Cocaína crack; Centros de tratamento de abuso de substâncias; Reabilitação psiquiátrica; Saúde mental

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2019 Journal of Nursing and Health

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.