A alta dos usuários no centro de atenção psicossocial

Luciane Prado Kantorski, Ariane da Cruz Guedes, Roberta Antunes Machado, Maria Laura de Oliveira Couto, Vinícius Boldt dos Santos, Guilherme Emanuel Weiss Pinheiro

Resumo


Objetivo: caracterizar a alta dos usuários no Centro de Atenção Psicossocial. Método: estudo documental com abordagem quantitativa com dados do livro de registro de alta dos usuários, de 2006 a 2016. Foram analisadas as variáveis sexo, motivo de alta e diagnóstico. Resultados: a amostra constituiu 1.772 altas, distribuídas sem grande disparidade entre o sexo feminino (50,9%) e masculino (46,1%). A alta clínica é o motivo prevalente (55,6%) nos 11 anos estudados e entre os três principais diagnósticos: transtorno afetivo bipolar (62,1%), episódios de depressão (59,2%) e esquizofrenia (58,3%). A esquizofrenia foi o diagnóstico prevalente entre os usuários (24,2%), seguida pelo transtorno afetivo bipolar (14,4%) e episódios depressivos (13,6%). Conclusão: o Centro de Atenção Psicossocial apresentou um percentual elevado de altas clínicas, garantindo o retorno dos usuários à vida cotidiana, especialmente entre os sujeitos com transtornos mentais graves e persistentes.


Palavras-chave


Saúde mental; Serviços de saúde mental; Alta do paciente

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/jonah.v9i3.15845



Direitos autorais 2019 Universidade Federal de Pelotas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.