Visitas domiciliares puerperais: promoção da saúde do binômio mãe-filho

Gabriela Silva Esteves de Hollanda, Vanessa Kelly da Silva Lima, Bruna Monik Morais de Oliveira, Raylla Araújo Bezerra, Carolina Maria de Lima Carvalho, Lydia Vieira Freitas dos Santos

Resumo


Objetivo: identificar as principais vivências, necessidades e dúvidas de puérperas de um município do interior do Ceará, com a finalidade de promover a saúde do binômio mãe-filho. Métodos: estudo descritivo de caráter qualitativo realizado no município de Acarape – Ceará, de abril a maio de 2015, com sete puérperas que receberam visita domiciliar, a partir de um convite no grupo de educação em saúde para gestantes. As visitas foram observadas e registradas em diário de campo para a análise de conteúdo dos dados. Resultados: foram elencadas quatro categorias Impressões das puérperas acerca do parto e dúvidas com os acontecimentos no seu corpo no período pós-parto; Atenção aos recém-nascidos; Interação mãe e recém-nascido; Planejamento familiar. Considerações Finais: as visitas domiciliares proporcionaram a discussão de temas importantes para as puérperas, de maneira complementar ao pré-natal, tornando-as mais empoderadas diante do autocuidado e do cuidado com o filho recém-nascido.


Palavras-chave


Visita domiciliar; Período pós-parto; Educação em saúde

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2019 Universidade Federal de Pelotas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.