Concepções e práticas sobre percurso da formação em saúde mental do enfermeiro / Conceptions and practices on the path of nursing training in mental health

Alexsandro Batista de Alencar, Carolina Maria de Lima Carvalho, Michell Ângelo Marques Araújo, José Maria Ximenes Guimarães, Ângela Maria Alves e Souza, Edmara Chaves Costa

Resumo


Objetivo: analisar, por meio das narrativas de enfermeiros, as concepções e práticas sobre sua atuação produzidas no percurso da formação em saúde mental. Método: estudo qualitativo baseado na Teoria Fundamentada nos Dados realizado por meio de entrevistas semiestruturadas com enfermeiros dos Centros de Atenção Psicossocial de uma capital do Nordeste brasileiro, de agosto a dezembro de 2017. Os dados foram analisados e validados segundo os pressupostos do arcabouço teórico utilizado. Resultados: participaram oito enfermeiros que apontaram a formação universitária como o primeiro ponto de preparação para atuação em saúde mental, concebida como experiência “traumática” e geradora de grande ansiedade, interferindo na percepção, identificação e inserção na área. Conclusões: é necessário refletir criticamente sobre a formação do enfermeiro em saúde mental, por persistir conteúdos teóricos e experiências práticas discordantes com o paradigma psicossocial da Reforma Psiquiátrica brasileira. Tal reflexão é imprescindível para novos modos de formar para o cuidado.


Palavras-chave


Educação em enfermagem; Enfermagem psiquiátrica; Saúde mental; Teoria fundamentada

Texto completo:

PDF HTML




Direitos autorais 2022 Universidade Federal de Pelotas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.