Reinterpretando as plantas medicinais a partir do referencial yin-yang da Medicina Tradicional Chinesa

Márcia Karter Portelinha, Rosa Lía Barbieri, Rita Maria Heck, Ângela Roberta Alves Lima, Caroline Vasconcellos Lopes

Resumo


Objetivo: interpretar o uso das plantas medicinais em uma Organização Não Governamental a partir de um dos pilares da medicina tradicional chinesa, o yin-yang. Métodos: estudo de caso de caráter qualitativo, exploratório e analítico. Aprovado pelo comitê de ética da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas, sob número 35\2012. As entrevistas semiestruturadas foram coletadas de abril a setembro de 2011. A análise foi baseada na leitura repetida da transcrição das entrevistas, buscando referências sobre as plantas medicinais que poderiam ser interpretadas nos grupos temáticos yin e yang. Resultados: os entrevistados indicaram o uso de 106 plantas medicinais, cuja interpretação a partir do pilar yin-yang permitiu identificar nove plantas correspondentes a yin/anatomia e catorze plantas correspondentes a yang/fisiologia. Considerações Finais: existem diversas formas de utilizar as potencialidades das plantas medicinais, sendo possível uma reinterpretação das plantas medicinais usadas na medicina popular brasileira sob a óptica da medicina tradicional chinesa.


Palavras-chave


Plantas medicinais; Medicina tradicional chinesa; Medicina Tradicional

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/jonah.v7i3.9225