Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Interfaces Brasil/Canadá?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

Regulamento interno e normas para a submissão de artigos, entrevistas e resenhas

  1. Interfaces Brasil/Canadá, revista oficial da Associação Brasileira de Estudos Canadenses – ABECAN, aceita originais sob forma de artigos inéditos, entrevistas e resenhas de interesse para estudos que tematizem o Canadá e que, em especial, contemplem as perspectivas comparatistas e interdisciplinares entre o Brasil e o Canadá.
  2. A revista aceita contribuições das seguintes áreas: Letras, Interdisciplinar, Educação, Geografia, História, Filosofia, Direito, Sociologia, Antropologia, Arqueologia, Sociologia, Administração, Turismo, Urbanismo, Artes, Ecologia, Economia e Assistência Social.
  3. A revista tem três números anuais, lançados em abril, agosto e fins de dezembro ou, eventualmente, nos primeiros dias de janeiro.
  4. A revista é dirigida pela Editoria, composta por um editor-chefe e de um a três editores-assistentes. Aos editores cabe a definição das políticas editoriais, a escolha das abordagens estabelecidas no âmbito dos dossiês temáticos, a supervisão de todo o processo editorial, a designação de pareceristas para as submissões, a comunicação com os autores, a gestão dos indexadores, a aplicação das normas e do regulamento editorial, a prospecção de fontes de financiamento para a revista e a garantia de correta observância da revisão gramatical e da manutenção da uniformização editorial.
  5. Editorias Especiais poderão ser eventualmente constituídas pelos editores, com mandato determinado para o desenvolvimento de tarefas específicas em favor da publicação, tais como captação de recursos ou relações públicas, sendo nomeados, para tais funções, editores de reconhecida competência e de notório histórico de contribuições à ABECAN e/ou à revista Interfaces.
  6. Interfaces adota a prática de desk review. Cada texto novo submetido é lido pelos editores e uma decisão é tomada em reunião quinzenal que define se o artigo poderá ou não ser encaminhado aos pareceristas. A proposta permite que os autores dos artigos apresentados recebam uma resposta rápida sobre a viabilidade, ou não da publicação de seus textos. Nessa avaliação, são levadas em consideração a pertinência do artigo ao foco da revista e o respeito às normas editoriais da revista. Para essa avaliação foi instituído um formulário específico.
  7. O tempo estimado entre a data de submissão e o resultado do desk review é de até um mês. Artigos aceitos em desk review receberão o resultado da avaliação pelo método duplo-cego em até dois meses e, dependendo da avaliação, haverá mais um ou dois meses para nova submissão e preparação do texto final.
  8. A data de publicação dependerá da formatação da pauta da revista e, não da ordem de aprovação. A formatação da pauta é uma decisão editorial que leva em conta as potenciais sinergias entre os artigos e o apelo potencial do conjunto para o leitor.
  9. Submissões poderão ser arquivadas pela Editoria no caso de os autores responsáveis não responderem aos pareceres em até seis meses.
  10. O Conselho Editorial é o órgão auxiliar da Editoria, sendo de sua competência assessorar os editores com sugestões sobre a política editorial e emitir pareceres sobre os artigos e resenhas mediante o sistema blind review.
  11. Para assegurar a integridade da avaliação por pares cega, tomam-se todos os cuidados possíveis no sentido de não se revelar a identidade de autores e avaliadores durante o processo. Assim, autores devem excluir do texto submetido seus nomes, substituindo-os por “Autor”. Além disso, devem cuidar para remover a identificação do autor nos metadados do arquivo encaminhado. Em documentos do Microsoft Officeé preciso acessar: “menu Arquivo > Salvar como... > Autor >”,  apagando aí informações pessoais do arquivo > para, então, finalmente, clicar em “Salvar”. Em PDF, os nomes dos autores também podem ser removidos, acessando-se o menu principal do Adobe Acrobat. Se, porventura, os autores olvidarem esses procedimentos, os editores o aplicarão antes do envio da submissão aos pares para avaliação, ou devolverão o texto para os autores, requerendo a obediência da norma de segurança.
  12. Os pareceres devem ser emitidos no prazo máximo de quatro semanas.
  13. A cada dois anos, a Editoria efetuará um balanço do rendimento dos membros do Conselho Editorial, levando em consideração aspectos como: disponibilidade em atender as demandas da Editoria; agilidade na emissão de pareceres; qualidade dos pareceres emitidos; eventuais contribuições à política editorial; manutenção do corrículo Lattes pessoal atualizado. Conselheiros que receberem indicação de baixo desempenho poderão ser automaticamente descredenciados.
  14. A composição do Conselho Editorial deve contemplar acadêmicos de reconhecido desempenho na sua área de excelência, oriundos de diversos países e regiões e de diferentes instituições de ensino e pesquisa, de forma a abranger da melhor forma possível todas as áreas de conhecimento com as quais a revista interage, e com vistas a evitar a configuração de endogenia ou de regionalismo.
  15. No caso de serem recebidas contribuições associadas a áreas do conhecimento cuja expertise não esteja contemplada pelos currículos e especialidades dos membros do Conselho Editorial, a Editoria pode convidar pareceristas ad hoc, os quais devem ter notória especialização na área de interesse. Independentemente da aprovação ou rejeição do texto avaliado, essa colaboração, quando efetivada, deverá ser registrada nos créditos do número correspondente da revista.
  16. A revista se organiza em cinco seções: a) Estudos literários e culturais; b) Estudos canadenses comparados; c) Paisagens, Patrimônios, Legitimidades e Educação nas Américas; d) Dossiês temáticos; e) Resenhas e Entrevistas.
  17. A Editoria pode publicar dossiês temáticos, recorrendo a editores convidados para organizá-los. Cada dossiê é composto de quatro a dez artigos. Os editores convidados terão precedência para a emissão de pareceres para os artigos inscritos no dossiê. Não há periodicidade estabelecida para a publicação dos dossiês temáticos, mas as chamadas devem ser publicadas no site da revista com antecedência. A Editoria também está aberta a receber propostas de dossiês temáticos e decide aceitá-las ou não. As propostas devem conter resumos da temática nas quatro línguas do periódico (português, inglês, francês e espanhol) e serem acompanhadas dos currículos dos proponentes.
  18. A organização do dossiê temático não deve ocupar todo o espaço destinado aos artigos, preservando-se, assim, as seções de fluxo contínuo. Desta forma, independentemente dos dossiês temáticos, os autores podem submeter contribuições em qualquer outra seção, a qualquer momento.
  19. Todos os dossiês temáticos indicarão um dead line (data limite) para a submissão, cuja observância pelo autor, entretanto, não garante a priori que o texto será analisado em tempo hábil para integrar o respectivo dossiê, pois é preciso levar-se em consideração todo o tempo necessário para a evolução normal do processo de revisão em desk review e avaliação cega por pares. Trata-se, assim, de um indicador do limite máximo para que uma contribuição tenha chance de ser avaliada para um dossiê. Por isso, a Editoria recomenda fortemente que os autores submetam suas contribuições com o máximo de antecedência possível.
  20. Textos eventualmente aprovados, mas não aproveitados em um dossiê pelos editores convidados, poderão ser destinados a integrar as seções de fluxo contínuo da revista em algum número seguinte.
  21. A Editoria pode decidir sobre a publicação em português de artigos originalmente publicados em outras línguas e em revistas estrangeiras, em casos de notória contribuição científica.
  22. As entrevistas serão avaliadas pela Editoria, não sendo submetidas ao sistema de avaliação duplo-cego por pares, não havendo, portanto, necessidade de se recorrer ao Conselho Editorial nesses casos.
  23. As resenhas também podem ser avaliadas pela Editoria, que, nesse caso, pode aprová-las, rejeitá-las ou, se entender necessário, submetê-las à apreciação de pareceristas do Conselho Editorial.
  24. Todas as resenhas devem ser submetidas acompanhadas de arquivo em PDF ou JPEG da imagem escaneada da capa do livro e devem ser intituladas com a referência do livro segundo as normas da ABNT.
  25. Os textos podem ser redigidos em português, inglês, francês ou espanhol.
  26. Em caso de pareceres divergentes sobre a publicação, a Editoria poderá solicitar um terceiro parecer ou chamar a si a decisão. Serão encaminhados para segunda rodada de avaliação os textos que receberem esta recomendação explícita dos avaliadores ou que, recebendo indicação de correções e modificações requeridas, forem apreciados com notas inferiores a “muito bom”.
  27. Os autores receberão, por via eletrônica, cópia dos pareceres emitidos, respeitando-se sempre o sigilo quanto à identidade dos avaliadores.
  28. As cartas de aceite e aprovação das submissões são emitidas eletronicamente pelo sistema SEER, mas exceções poderão ser consideradas, mediante solicitação, para autores de fora do Brasil.
  29. Antes de serem publicados, textos aprovados serão submetidos a rigorosa revisão gramatical e uniformização de acordo com as normas da revista, podendo ser modificados na forma sugerida. As tarefas de revisão e uniformização serão coordenadas e supervisionadas pelos membros da Editoria e executadas preferencialmente por profissionais terceirizados, ou membros do Conselho Editorial, com notória qualificação para tanto.
  30. Pós-graduandos e não doutores podem apresentar contribuições em parceria com seus orientadores.
  31. Recomenda-se limite de cerca de 20 páginas (de 30.000 a 35.000 caracteres) para os Artigos e Entrevistas e de até cinco páginas (5.000 a 8.000 caracteres) para as Resenhas, reservando-se, contudo, à Editoria, o direito de avaliar casos excepcionais.
  32. Os artigos são avaliados a partir dos seguintes quesitos:
  • adequação ao tema;
  • originalidade da reflexão;
  • relevância para a área de estudo;
  • atualização bibliográfica;
  • objetividade e clareza;
  • linguagem técnico-científica;
  • coerência das conclusões.
33. Os textos devem ser cadastrados no site da revista, com título em português (ou francês, ou espanhol) e inglês, nome do autor, filiação acadêmica completa (indicando-se unidade, instituição, cidade, estado e país, sem abreviações) e endereço eletrônico, valendo-se de arquivos editados no programa Word for Windows, em fonte Times New Roman(corpo 12, espaço duplo), sem qualquer tipo de formatação, a não ser:
  • Indicação de caracteres (negrito e itálico).
  • Margens de 3 cm. Superior e esquerda e 2 cm inferior e direita
  • Recuo de 1,25 cm (um tab) no início do parágrafo.
  • Recuo de 4 cm nas citações longas.
  • Uso de aspas duplas para citações no corpo do texto.
  • Não usar aspas em citações longas que serão destacadas pelo uso de corpo 11, espaço simples e recuo de 4 cm.
  • Não usar CAIXA ALTA, a não ser no nome do autor na indicação das referências entre parênteses e em siglas, conforme especificações da ABNT.
  • Uso de itálico para termos estrangeiros, títulos de livros e periódicos.
  • Observância das regras da ABNT para aplicação de maiúsculas e minúsculas.
  • Para textos em português, guiar-se pelas regras do Novo Acordo Ortográfico.
  • As notas bibliográficas são no corpo do texto (BERND, 2012, p. 10). Notas de fim somente as explicativas.

34. Os artigos devem ser acompanhados de dois resumos, sendo um em inglês e o outro em português (ou francês ou espanhol); cada um deve ter entre 150 e 250 palavras, bem como de três a seis palavras-chave também em inglês e em português (ou francês ou espanhol). As palavras-chave devem ser separadas por ponto. Todas as contribuições devem conter título na língua do artigo, seguida da tradução em inglês abaixo. Os artigos em inglês, no original, deverão ter além do título nesta língua, sua tradução em português abaixo do título original.

35. As referências bibliográficas devem ser apresentadas no final do texto, obedecendo as seguintes normas:

Livro: sobrenome do autor, maiúscula inicial do(s) prenome(s), título do livro (itálico), local de publicação, editora, data.

Ex.: SHAFF, Adam. História e verdade. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

Artigo: sobrenome do autor, maiúscula inicial do(s) prenome(s), título do artigo, nome do periódico (itálico), volume e nº do periódico, data.

Ex.: COSTA, A.F.C. da. Estrutura da produção editorial dos periódicos biomédicos brasileiros. Trans-in-formação, Campinas, v. 1, n.1, p. 81-104, jan./abr. 1989.

36. As ilustrações devem ter a qualidade necessária para uma boa reprodução gráfica, devendo ser enviadas com resolução de 300 dpi em arquivos jpeg. Devem ser identificadas com título ou legenda e designadas, no texto, de forma abreviada, como figura (Fig. 1, Fig. 2, etc.). A cessão dos direitos de reprodução deve ser providenciada pelo autor.

37. A responsabilidade pelo conteúdo dos artigos publicados pela revistaInterfaces Brasil/Canadá cabe, exclusivamente, aos seus respectivos autores.

38. Para artigos que, porventura veiculem imagens e/ou depoimentos com seres humanos, a revista exige a apresentação de Termos de Cessão de Direitos e de Consentimento Esclarecido ou a apresentação de Protocolo de Aprovação do Projeto de Pesquisa em algum Comitê de Ética e Pesquisa, documentos, estes, que são analisados no âmbito de um Comitê de Ética interno da revista, formado por pelo menos três membros, com especialização e atuação em Direito, História Oral e ética na pesquisa. A revista Interfaces segue as diretrizes de ética na pesquisa do Committee on Publications Ethics (COPE), disponíveis em: http://publicationethics.org/resources/code-conduct.

39. A revista não aceita contribuições que tenham sido submetidas a mais de um periódico simultaneamente. Se houver alguma chance de a submissão estar sendo avaliada por outro periódico, a comunicação à Editoria deve ser imediata.

40. É obrigatório que a autoria do manuscrito declare a existência ou não de conflitos de interesse. Mesmo julgando não haver conflitos de interesse, o(s) autor(es) deve(m) declarar essa informação no ato de submissão do artigo, no Passo 2: Metadados da Submissão, no campo Conflitos de interesse, e também – mas apenas se acreditarem haver algum possível conflito de interesse –, na primeira página do manuscrito, sob a forma de nota de rodapé. Os conflitos de interesse podem ser de natureza pessoal, comercial, política, acadêmica ou financeira, tais como: ser membro consultivo de instituição que financia a pesquisa; participar de comitês normativos de estudos científicos patrocinados pela indústria; receber apoio financeiro de instituições em que a pesquisa é desenvolvida; conflitos presentes no âmbito da cooperação universidade-empresa; identificação e contato com pareceristas ad hoc durante o processo de avaliação, etc. Quando os autores submetem um manuscrito, eles são responsáveis por reconhecer e revelar conflitos financeiros ou de outra natureza que possam ter influenciado seu trabalho. Os autores devem reconhecer no manuscrito todo o apoio financeiro para o trabalho e outras conexões financeiras ou pessoais com relação à pesquisa. Não havendo conflitos de interesse, basta transcrever e acrescentar no campo indicado acima a seguinte nota: Não houve conflitos de interesses para a realização do presente estudo. Nos trabalhos nos quais for declarada a existência de conflitos de interesse, essa informação será mantida na publicação sob a forma de nota de rodapé.

41. No caso de a submissão contemplar coautoria, o papel de cada autor na elaboração do artigo deve ser detalhadamente explicitado em nota de rodapé.

42. Os autores de artigos aceitos têm direito a dois exemplares impressos da revista.

43. Os originais não selecionados não serão devolvidos aos autores.

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  2. O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  3. URLs para as referências foram informadas quando possível.
  4. O texto está em espaço 1,5; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  5. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  6. Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.
 

Declaração de Direito Autoral

Autores que submetem seus manuscritos para serem publicados nesta revista concordam com os seguintes termos:

  1. Os autores têm preservados os direitos autorais sobre seus textos, mas concedem à revista autorização para primeira publicação, nas versões on line e impressa, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution - CC-BY.
  2. Em virtude dos artigos aparecerem nesta revista de acesso público, são de uso gratuito.

 

Licença Creative Commons Revista Interfaces Brasil/Canadá é licenciado sob uma Licença Creative Commons CC-BY.

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.