POR UMA UNIVERSIDADE PLURIEPISTÊMICA: a inclusão de disciplinas ministradas por mestres dos saberes tradicionais e populares na UFMG

César Guimarães, Luciana de Oliveira, André Guimarães Brasil, Rosângela Pereira de Tugny, Ricardo Takahashi, Augustin de Tugny, Maria Aparecida Moura, Fernanda de Oliveira, Bárbara Regina Altivo, Terezinha Furiati

Resumo


Neste artigo apresentamos o projeto de implantação de disciplinas regulares com mestres de saberes tradicionais e populares no ensino de graduação da UFMG. Buscamos em nosso percurso argumentativo retomar o histórico de protagonismo da UFMG na colaboração com mestres de saberes tradicionais em iniciativas que antecederam a esta, bem como situar a relação entre os saberes tradicionais e as questões do mundo contemporâneo e um breve quadro de sua inserção no mundo acadêmico a partir das experiências de outras universidades. Em seguida, apresentamos o projeto de Formação Transversal – Saberes Tradicionais que tem a diversidade como filosofia pedagógica central.


Palavras-chave


Diversidade; Universidade; Saberes Tradicionais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/tes.v4i2.9762

 

TESSITURAS | Revista de Antropologia e Arqueologia

Programa de Pós-Graduação em Antropologia  | Universidade Federal de Pelotas

 

Indexadores: