Saúde mental na estratégia saúde da família: caminhos para uma assistência integral em saúde

  • Adriane Domingues Eslabão Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
  • Elitiele Ortiz dos Santos Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
  • Vilma Constancia Fioravante dos Santos Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
  • Roberta Rigatti Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
  • Rita Mello de Mello Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
  • Jacó Fernando Schneider Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
Palavras-chave: Saúde mental, Estratégia saúde da família, Assistência integral à saúde

Resumo

Objetivo: analisar a produção científica sobre as ações de saúde mental desenvolvidas no âmbito da Estratégia Saúde da Família. Metodologia: revisão integrativa de literatura realizada na Biblioteca Virtual em Saúde, PubMed e Web of Science, que após aplicação dos critérios, selecionaram-se 14 artigos científicos. Resultados: as ações de saúde mental desenvolvidas na Saúde da Família são de matriciamento, o Programa Intervenção Precoce, a Terapia Comunitária Integrativa, os grupos terapêuticos e a visita domiciliar. Também foi identificado o desenvolvimento de práticas focadas na doença com o privilégio de consultas ambulatoriais e o uso excessivo de psicofármacos. Há necessidade de investimentos na formação do profissional da saúde, além do fortalecimento da rede extra-hospitalar que sirva de retaguarda para a Saúde da Família. Conclusão: a literatura aponta que o cuidado em saúde mental na Saúde da Família é tímido e ainda muito focado no modelo biomédico.

Biografia do Autor

Adriane Domingues Eslabão, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
Enfermeira. Mestre em Enfermagem pela UFRGS. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem pela UFRGS.
Elitiele Ortiz dos Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
Enfermeira. Epescialista em Estratégia de Saúde da Família.Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal de Pelotas. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFRGS
Vilma Constancia Fioravante dos Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
Enfermeira. Mestre em Enfermagem pela UFRGS. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem pela UFRGS.
Roberta Rigatti, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
Enfermeira. Mestre em Enfermagem pela UFRGS. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem pela UFRGS.
Rita Mello de Mello, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
Enfermeira. Mestre em Enfermagem pela UFRGS. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem pela UFRGS.
Jacó Fernando Schneider, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
Doutor em Enfermagem. Professor Titular da Escola de Enfermagem e do PPGenf /UFRGS. Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.
Publicado
2019-02-18
Como Citar
1.
Eslabão AD, dos Santos EO, Santos VCF dos, Rigatti R, de Mello RM, Schneider JF. Saúde mental na estratégia saúde da família: caminhos para uma assistência integral em saúde. J. nurs. health. [Internet]. 18º de fevereiro de 2019 [citado 17º de julho de 2024];9(1). Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/11106
Seção
Revisão Sistemática e Integrativa/ Systematic and Integrative Review