Panorama nacional da adesão ao pré-natal: série histórica de 2009 a 2018 / National panorama of adherence to prenatal care: historical series from 2009 a 2018

Palavras-chave: Obstetrícia, Cuidado pré-natal, Gestantes, Recém-nascido

Resumo

Objetivo: analisar o panorama nacional da adesão pré-natal enquanto maior ou igual a sete consultas, segundo características sociodemográficas das mães de nascidos vivos entre os anos de 2009 e 2018. Método: estudo ecológico, descritivo, de séries temporais, efetuado na plataforma Sistema de Informação de Nascidos Vivos do Brasil. Resultados: foram registrados 29.189.619 nascidos vivos, com predominância nas regiões sudeste e nordeste. O perfil epidemiológico da adesão a sete consultas ou mais é composto por mulheres brancas e pardas, cujas faixas etárias foram entre 30 e 39 e 40 ou mais anos, casadas ou em união estável, com 12 anos ou mais de estudo. Conclusões: predominou mais consultas de pré-natal em mulheres jovens, casadas, não negras, com 11 anos de estudo. Percebeu-se maior tendência de realização de sete ou mais consultas durante o período.

Biografia do Autor

Luan dos Santos Fonseca, Universidade Federal de Sergipe
Acadêmico de enfermagem
Beatriz Correia Carvalho, Universidade Federal de Sergipe
Acadêmica de enfermagem
José Cleyton de Oliveira Santos, Universidade Federal de Sergipe
Acadêmico de enfermagem
Laíse Luemmy de Lima Ferreira, Universidade Federal de Sergipe
Acadêmica de enfermagem
Ana Caroline Rodrigues Lima, Universidade Federal de Sergipe
Mestra em Biologia Parasitária (2018) com concentração em Epidemiologia das Doenças Infecto-Parasitárias pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), enfermeira pela UFS.
Publicado
2022-02-23
Como Citar
1.
Fonseca L dos S, Carvalho BC, Santos JC de O, Ferreira LL de L, Lima ACR. Panorama nacional da adesão ao pré-natal: série histórica de 2009 a 2018 / National panorama of adherence to prenatal care: historical series from 2009 a 2018. J. nurs. health. [Internet]. 23º de fevereiro de 2022 [citado 4º de outubro de 2023];12(1). Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/20433
Seção
Artigos Originais/ Original Articles