A concepção dos profissionais de saúde sobre o dependente de substâncias psicoativas

  • Paula Hayasi PINHO Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo
  • Márcia Aparecida Ferreira de OLIVEIRA Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo
  • Heloísa Garcia CLARO Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo
  • Maria Odete PEREIRA Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais
  • Rejane Maria Dias de Abreu GONÇALVES Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo
  • Guilherme Correa BARBOSA Escola de Enfermagem da Universidade Julio de Mesquita Filho (UNESP)
Palavras-chave: Serviços de saúde mental, Transtornos relacionados ao uso de substâncias, Pessoal de saúde.

Resumo

Objetivo: conhecer e analisar a concepção dos profissionais de saúde sobre os usuários que fazem uso abusivo de substâncias psicoativas. Métodos: estudo qualitativo, desenvolvido em 2009, participaram 11 profissionais de saúde de um Centro de Referência para Álcool, Tabaco e Outras Drogas. A análise dos dados foi realizada por meio do método hermenêutico-dialético norteado pelos pressupostos teóricos da Reforma Psiquiátrica Brasileira. Resultados: apontam que a assistência encontra-se alinhada à reabilitação psiquiátrica tradicional e aos modelos adaptativos, ou seja, atrelada à lógica da normalidade social, pois os profissionais têm latente a concepção de que os usuários de álcool e outras drogas apresentam uma deficiência, necessitando de tutela, vigilância ou repressão, demonstrando a influência do modelo moral. Considerações Finais: o principal desafio se relaciona à influência do modelo moral na concepção dos profissionais de saúde quando se considera o modelo psicossocial de atenção na assistência em álcool e outras drogas.

Biografia do Autor

Paula Hayasi PINHO, Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo
Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Psiquiátrico
Márcia Aparecida Ferreira de OLIVEIRA, Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo
Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Psiquiátrico
Heloísa Garcia CLARO, Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo
Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Psiquiátrico
Rejane Maria Dias de Abreu GONÇALVES, Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo
Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Psiquiátrico
Publicado
2016-04-26
Como Citar
1.
PINHO PH, OLIVEIRA MAF de, CLARO HG, PEREIRA MO, GONÇALVES RMD de A, BARBOSA GC. A concepção dos profissionais de saúde sobre o dependente de substâncias psicoativas. J. nurs. health. [Internet]. 26º de abril de 2016 [citado 25º de maio de 2024];6(1):51-3. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/5626
Seção
Artigos Originais/ Original Articles