A assistência à saúde das profissionais do sexo no Brasil: uma revisão integrativa

  • Eliana Aparecida VILLA Universidade Federal de Minas Gerais
  • Maria Cecília Rodrigues Macedo CÂNDIDO Universidade Federal de Minas Gerais
  • Luiz Felipe SISTE Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Prostituição, Profissionais do sexo, Enfermagem, Doenças sexualmente transmissíveis, Violência.

Resumo

Objetivo: Conhecer como a literatura aborda a assistência à saúde de mulheres em situação de prostituição. Métodos: revisão integrativa realizada por meio de coleta na base de dados da Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde e Base de Dados de Enfermagem, utilizando os descritores: prostituição, profissionais do sexo e saúde, no período de setembro a dezembro de 2014, totalizando 354 artigos encontrados. Resultados: foram selecionados sete artigos a partir dos quais foi possível a constituição de duas categorias: ‘Prostituição e as doenças sexualmente transmissíveis’ e ‘Violência e suas facetas: uma constante no cotidiano da prostituição’. Considerações finais: a noção de um modelo assistencial que atenda à demanda de saúde das mulheres em situação de prostituição não é mostrada em nenhum dos trabalhos. Considera-se relevante maior investimento em pesquisas sobre a saúde dessa população.  

Biografia do Autor

Eliana Aparecida VILLA, Universidade Federal de Minas Gerais
Enfermeira. Professora Adjunta da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); Doutora em Educação - Faculdade de Educação da UFMG, 2008.Mestre em Enfermagem - Escola de Enfermagem da UFMG, 2000; Graduação: Universidade São Paulo, 1981; Docente das disciplinas de Gerência em Saúde e Enfermagem, Educação em Saúde, Estágio Curricular em Saúde Coletiva e Capacitação Pedagógica - Especialização Enfermagem Hospitalar. Atuou nas disciplinas Didática Aplicada à Enfermagem, Capacitação Pedagógica e Enfermagem em Saúde Mental. Linha de pesquisa: Educação, Trabalho e Saúde; Educação e Saúde. Coordenadora Pedagógica do Centro Regional de Referência (CRR/UFMG/ SENAD); Consultora do Núcleo de Telessaúde da UFMG; Tutora à distância do Curso de Especialização em Formação de Educadores da Saúde - CEFES; Orientadora de TCC no Curso de Especialização em Atenção Básica em Saúde da Família (CESF); Coordenadora do Projeto de Extensão: Práticas educativas na atenção à Saúde- PROEX/UFMG. Foi Diretora Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação/UFMG: 2010-2013 e Coordenadora do Colegiado de Graduação do Curso de Enfermagem: 2002-2004. Tutora do Plano Diretor da Atenção Primária à Saúde -PDAPS (SES/ESP/NESCON); Instrutora no Curso BH-VIDA: Capacitação para o Programa Saúde da Família (PBH/NESCON); Coordenadora Pedagógica do PROFAE.
Maria Cecília Rodrigues Macedo CÂNDIDO, Universidade Federal de Minas Gerais
Enfermeira.  Graduação: Universidade Federal de Minas Gerais, 2015. Com experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Enfermagem em saúde da mulher, atuando principalmente nos seguintes temas: prostituição, doenças sexualmente transmissíveis, saúde da mulher, educação e marginalização. Participante do projeto " Práticas educativas na atenção à saúde" da Escola de Enfermagem orientado pela professora Eliana Aparecida Villa.
Luiz Felipe SISTE, Universidade Federal de Minas Gerais
Acadêmico de enfermagem na Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais. Participante do projeto " Práticas educativas na atenção à saúde" da Escola de Enfermagem orientado pela professora Eliana Aparecida Villa. Bolsista PROEX/UFMG
Publicado
2016-04-26
Como Citar
1.
VILLA EA, CÂNDIDO MCRM, SISTE LF. A assistência à saúde das profissionais do sexo no Brasil: uma revisão integrativa. J. nurs. health. [Internet]. 26º de abril de 2016 [citado 25º de maio de 2024];6(1):92-102. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/6054
Seção
Revisão Sistemática e Integrativa/ Systematic and Integrative Review